Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

5 de ago de 2009

Oligoelemento Zinco

O zinco é um mineral com muitas propriedades, principalmente por promover o crescimento, o desenvolvimento sexual e na cicatrização de feridas.

O Zinco traz benefícios principalmente para nossa pele, atuando na cicatrização e manutenção da pele, cabelos, unhas e membranas mucosas.

Os benefícios do zinco

O zinco desempenha um papel vital em muitas funções corporais.
Faz parte do crescimento celular em dezenas de reações enzimáticas e da expulsão do dióxido de carbono, tão prejudiciais à nossa saúde.
Presente em todos os organismos vivos, o zinco é abundante em nosso corpo, concentrando-se nos genitais, testículos e ovários, nas glândulas endócrinas e, sobretudo, na glândula pituitária.
Também aparece nos cabelos, unhas, ossos e tecidos dos olhos pigmentados.

Está envolvido no funcionamento das enzimas, dentre as quais 70 que atuam no metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas, na síntese de insulina (hormônio que regula a quantidade de açúcar no sangue),no RNA e DNA.
Alivia alergias,
Aumenta a imunidade contra as infecções bacterianas
Destrói elementos tóxicos como o cádmio que entra no organismo através do fumo.

Durante a gravidez, o consumo de zinco é essencial para o crescimento normal do bebê.
Além disso, após o nascimento, as glândulas mamárias fornecem quantidades significativas de zinco para o recém-nascido, de modo que a amamentação é muito importante para o bom desenvolvimento do bebê.

Os sintomas da deficiência de zinco

A deficiência de zinco é causada por má absorção ou perda excessiva pelo suor ou urina.
Os níveis de zinco no corpo é freqüentemente diminuído pelo consumo de café e álcool em excesso.
Temos
como sintomas de deficiencia o atraso cicatrização e dermatite em torno dos orifícios.
A deficiência de zinco normalmente causa dificuldade em ereção,problemas da próstata nos homens acima dos 45 anos e retardo do crescimento uterino, anemia e irregularidades menstruais nas mulheres.
Outros sintomas incluem perda de cabelo, perda total ou parcial de gosto e cheiro, perda de acuidade, anorexia, diarréia, náuseas, vômitos e febre.
Enfraquecimento de nossas defesas frente a infecções. 

Onde encontrar zinco?
Em grãos integrais, como flocos de trigo e germe de trigo, levedura, flocos de aveia, arroz e trigo pão, trigo, milho.
* Nozes, semente de abóbora, semente de girassol, amendoim, amêndoas e avelãs.
* Produtos hortaliças como cebola, alho, salsa, cogumelos e feijão.
* Legumes, como lentilhas, ervilhas, feijão, grão e soja.
* Também em carnes, ovos, fígado, marisco e até chá.


Autor: Ianina Kohon
Articulista do site Enbuenasmanos
Copiado e traduzido do site: http://www.enbuenasmanos.com

O oligoelemento Iodo

O Iodo é um mineral necessário em quantidades muito pequenas (oligoelemento) , armazenado na glândula tireóide.

O iodo é absorvido no trato intestinal e transportado através da corrente sanguínea para a glândula tireóide, onde é armazenado e utilizado no momento de produzir hormônios.

Benefícios de Iodo

* É muito importante para que haja um bom funcionamento da tiróide ou uma boa produção do hormônio tiroxina e triiodotironina tetrayodotironina e para prevenir o bócio (crescimento anormal da glândula tireóide).

* Estimula o bom funcionamento do nosso metabolismo a desempenhar adequadamente uma multiplicidade de funções essenciais para o nosso crescimento e ao bom funcionamento do nosso sistema nervoso.
* Participa no metabolismo dos carboidratos e da síntese do colesterol.
* Regula o nível de energia e um bom funcionamento das células.
* Favorece ao corpo meios de queimar o excesso de gordura.
* Atua nas unhas, cabelos e dentes.
* Em seu uso externo, é usado para limpar e desinfetar feridas.

As fontes naturais de iodo:

Sal iodado, sal marinho não refinado, peixe, marisco, alho, cebola, cogumelos, rabanetes e algas marinhas são especialmente alimentos ricos em iodo.

Muitos alimentos lácteos são ricos em iodo, porque é um aditivo que é adicionado como um anti-séptico.
Existem alimentos que, dependendo do excesso de consumo diário, podem, em alguns casos, dificultar a absorção de iodo, tais como: feijão, couves, nabos, mostarda, nozes, mandioca e couve, entre outros.

Possíveis sintomas de deficiência do Iodo no organismo:

Bócio, hipotireoidismo, pele e cabelos secos, tendência a sentir sempre frio, obesidade, constipação, cretinismo (infância com doença física e mental).


Autor: Josep Vicent Arnau
Naturopata e acupunturista
Artigos Enbuenasmanos

Copiado e traduzido do site: http://www.enbuenasmanos.com

Oligoelemento Germânio

O oligoelemento Germânio ativa a produção de eritrócitos, que efetua o transporte de oxigênio para as células.

Esta propriedade explica o seu efeito revigorante, anti-stress e analgésico, aumentando o bem-estar orgânico.

* Excelente protetor contra a hipoxia (deficiência de oxigênio).
* Governada a circulação periférica
* Eficaz antiinflamatório na artrite reumatóide.
* Tonifica a pele e o tecido muscular, proporcionando maior flexibilidade e evitando o aparecimento de cicatrizes na pele depois de sofrer uma queimadura.

É um grande neutralizador de radicais livres, o que atrasa envelhecimento.

Também nos protege de intoxicações por monóxido de carbono, por metais pesados (principalmente mercúrio, cádmio, arsênico, chumbo e alumínio) e dos danos da radiação.

Ficou provado que, em indivíduos hipertensos reduz a pressão arterial.
Além disso, o germânio purifica o sangue e aumenta a capacidade de transporte de oxigênio, normalizando a homeostase.

É um versátil regulador das funções fisiológicas, como pH (acidez / alcalinidade), glicose, sais minerais (sódio, potássio, cálcio, cloreto), triglicérides , colesterol, ácido úrico e bilirrubina.
O Germânio regula os níveis de glicemia nos diabéticos.
Foi demonstrado que na diabetes regula o nível de glicose, impedindo hipoglicemia.

Administração tópica de Ge retardaram a opacificação dos olhos em casos de catarata.
O germânio previne osteoporose senil
Também previne o enfraquecimento dos ossos.
Tal como um catalizador de oxigênio, energiza e ativa a força vital do organismo, melhorando assim a regeneração de energia celular. Como resultado direto reforça o sistema de defesa imunológica.
Foi demonstrado que germânio tem um efeito inibitório sobre o desenvolvimento de lesões pré-neoplásicas do fígado, pulmão e tireóide.

O germânio é um excelente revigorante, não um excitante.


Autor: Josep Vicent Arnau
Naturopata e acupunturista
Artigos Enbuenasmanos

Copiado e traduzido do site: http://www.enbuenasmanos.com

Oligoelemento Silício

O Silício é um mineral que está presente no nosso organismo em pequenas quantidades (0,001%), também chamado de oligoelemento.
Também conhecido como sílica e está presente na natureza sob a forma de quartzo mineral.

É um mineral muito comum em todo o universo e dá força e flexibilidade para muitas plantas.

Benefícios, características ou propriedades do silício:

Uma das mais notáveis propriedades do oligoelemento Silício é que ele ajuda ou promove a síntese de colágeno, que é essencial na formação do tecido conjuntivo.
Isto faz com que seus benefícios sejam variados e afetem diferentes partes do nosso corpo:

* Fortalece os dentes, unhas e cabelos.
* Recupera a elasticidade da pele.
* Pode ser aplicado externamente em queimaduras, úlceras e feridas de difícil cicatrização (em creme que ajuda a aliviar dor e a inflação).

* Ajuda em muitas doenças cardiovasculares, uma vez que mantém elástica a parede das artérias. Hipertensão arterial e arteriosclerose são alguns casos em que o silício pode ajudar.
* Acalma quem possui muito ácido gástrico, bem como alivia úlceras.
* Indispensável para processo de remineralização. Osteoporose, fraturas ósseas, artrite, reumatismo e a maioria das doenças que afetam os ossos, tendões, cartilagens e articulações onde ocorrem dor ou inflamação pode se beneficiar das propriedades do silício.
* O silício é um dos primeiros oligoelementos a se perder (e muito), quando temos doenças ou fases de desmineralização.

As fontes naturais de silício:

Grãos inteiros são uma das mais ricas fontes naturais de silício. Legumes e hortaliças, tais como a beterraba, batata e alfafa também são boas fontes. Entre as plantas medicinais são ricos em silício orgânico.

Sabia que ...

Idade, a diminuição do estrógeno (principalmente na menopausa), a remoção dos ovários, tireóide ou adrenal pode acelerar a perda do oligoelemento silício no organismo.

Texto copiado e traduzido do site: http://www.enbuenasmanos.com