19 de jul. de 2018

Minha paixão é cuidar!


Terapia Integrativa - como cuidamos de suas necessidades


As terapias integrativas e complementares tem o objetivo de promover a tranquilidade, o bem estar, a manutenção e a recuperação da saúde por meio do reequilíbrio energético da mente, corpo físico e emoções. 

Nessa maneira de cuidar, nosso cliente é observado em todos os seus aspectos com a intenção de unir, encaixar e combinar todas as peças do "quebra-cabeça" que qualquer ser humano é.

Nesse trabalho, levamos em conta os aspectos metabólicos (saúde física), os sociais (relacionamentos, família, trabalho, amigos) - que afetam grandemente o emocional, os relacionados ao interior de cada ser - individuais : auto-estima, valorização, motivação, propósito de vida, e na "desconstrução de cada parte", harmonizar, tornar funcional e integrar todas as nuances, para que o cliente esteja saudável, harmonizado e completo para seguir adiante.
Esse conhecimento do "todo" em cada ser, é necessário para compreender as reações bruscas e impensadas que temos no nosso dia a dia, integrá-las, compreendê-las para que possam ser modificadas.
Atuando no re-equilíbrio energético, físico, emocional, social, melhoramos a saúde e qualidade de vida, sem utilização de substâncias farmacológicas e sem contra-indicações.
A melhora da auto-imagem, da atitude perante a vida, traz uma estabilidade emocional que resulta em melhores interações familiares, profissionais, sociais e uma harmonia interna que se reflete em uma qualidade de vida ótima.
Nossa equipe de terapeutas está capacitada a observar as necessidades de cada cliente e - de forma interdisciplinar, global e holística - indicar como cuidar das questões, indicando as terapias necessárias para chegar ao resultado considerado ótimo pelo cliente.




**** PRÁTICAS INTEGRATIVAS – Adotadas pelo Ministério da Saúde (Portaria 971/2006) são tratamentos baseados na sabedoria de culturas tradicionais como a Chinesa, Indiana (Ayurveda) e Germânica, e, por não causarem efeitos colaterais danosos, vêm sendo cada vez mais consagradas no mundo todo para o controle e prevenção de doenças como hipertensão, diabetes, síndromes álgicas musculoesqueléticas, osteoartríticas, osteoporose, desequilíbrios hormonais, transtornos leves de ansiedade e depressão, entre outras.

***** Por meio da Portaria N° 849, de 27 de março de 2017, o Ministério da Saúde incluiu Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC). Tal medida atende ao que preconiza a Organização Mundial de Saúde: reconhecimento e incorporação das Medicinas Tradicionais e Complementares nos sistemas nacionais de saúde.


Algumas terapias que temos em nosso Espaço e suas definições pela Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC):

Constelação familiar – técnica de representação espacial das relações familiares que permite identificar bloqueios emocionais de gerações ou membros da família.

Imposição de mãos – cura pela imposição das mãos próximo ao corpo da pessoa para transferência de energia para o paciente. Promove bem estar, diminui estresse e ansiedade.

Ozonioterapia – mistura dos gases oxigênio e ozônio por diversas vias de administração com finalidade terapêutica e promove melhoria de diversas doenças. Usado na odontologia, neurologia e oncologia.

Terapia de Florais – uso de essências florais que modifica certos estados vibratórios. Auxilia no equilíbrio e harmonização do indivíduo

Acupuntura/Auriculoterapia
A acupuntura é uma prática que compõe a Medicina Tradicional Chinesa. Criada há mais de dois milênios, é um dos tratamentos mais antigos do mundo. Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no mundo atualmente é o estímulo da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos.

A auriculoterapia é uma terapia que consiste na estimulação com agulhas, sementes de mostarda, objetos metálicos ou magnéticos em pontos específicos da orelha para aliviar dores ou tratar diversos problemas físicos ou psicológicos, como ansiedade, enxaqueca, obesidade ou contraturas. 
A auriculoterapia chinesa faz parte de um conjunto de técnicas terapêuticas, que tem como base os preceitos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). 
Acredita-se que tenha sido desenvolvida juntamente com a acupuntura sistêmica (corpo), que é, atualmente, uma das terapias orientais mais populares em diversos países e tem sido amplamente utilizada na assistência à saúde.

Meditação
A meditação é uma prática milenar descrita por diferentes culturas tradicionais. Tem como finalidade facilitar o processo de autoconhecimento, autocuidado e autotransformação e aprimorar as interrelações – pessoal, social, ambiental – incorporando à sua eficiência a promoção da saúde. Amplia a capacidade de observação, atenção, concentração e a regulação do corpo-mente-emoções.
Reiki
O Reiki é a canalização da frequência energética por meio do toque ou aproximação das mãos e pelo olhar de um terapeuta habilitado no método, sobre o corpo do sujeito receptor. A terapêutica objetiva fortalecer os locais onde se encontram bloqueios – “nós energéticos” – eliminando as toxinas, equilibrando o pleno funcionamento celular, de forma a restabelecer o fluxo de energia vital – Ki. A prática do Reiki responde perfeitamente aos novos paradigmas de atenção em saúde, que incluem dimensões da consciência, do corpo e das emoções.
Yoga
Trabalha o praticante em seus aspectos físico, mental, emocional, energético e espiritual visando à unificação do ser humano em Si e por si mesmo. Constitui-se de vários níveis, sendo o Hatha Yoga um ramo do Yoga que fortalece o corpo e a mente através de posturas psicofísicas (ásanas), técnicas de respiração (pranayamas), concentração e de relaxamento. Entre os principais benefícios podemos citar a redução do estresse, a regulação do sistema nervoso e respiratório, o equilíbrio do sono, o aumento da vitalidade psicofísica, o equilíbrio da produção hormonal, o fortalecimento do sistema imunológico, o aumento da capacidade de concentração e de criatividade e a promoção da reeducação mental com consequente melhoria dos quadros de humor, o que reverbera na qualidade de vida dos praticantes.
Shantala
A Shantala é uma prática de massagem para bebês e crianças, composta por uma série de movimentos pelo corpo, que permite o despertar e a ampliação do vínculo cuidador e bebê. Além disso, promove a saúde integral, reforçando vínculos afetivos, a cooperação, confiança, criatividade, segurança, equilíbrio físico e emocional. Além disso, harmoniza e equilibra os sistemas imunológico, respiratório, digestivo, circulatório e linfático. A Shantala também permite ao bebê e à criança a estimulação das articulações e da musculatura auxiliando significativamente no desenvolvimento motor, facilitando movimentos como rolar, sentar, engatinhar e andar.