Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

24 de jul de 2009

Oligoterapia - Ontem, hoje, amanhã

Um pouco de história, um pouco de investigação e aplicações atuais.

Aqui está uma maneira de compreender o efeito terapêutico da oligoterapia.

Os egípcios tratavam os ferimentos com óxido de zinco, os romanos tomavam o ferro, o cobre.
Os caldeus foram descobertos utilizando braceletes para curar infecções reumáticas...
Eram os primórdios da oligoterapia, o tratamento baseado na administração de minerais naturais em doses infinitesimais em nossos corpos.

Estes elementos, incluindo o ferro, flúor, alumínio, cobre, manganês, prata, ouro, níquel, cobalto, contribuem para a defesa contra muitas doenças, para a produção de energia, transmissão de impulsos nervosos, que resultam em contrações musculares e outras funções importantes, como liberar as células a partir de substâncias tóxicas.

Estudos anteriores sobre oligoterapia remontam a 1897 e os trabalhos de Bertrand e Javillier.

Nos anos trinta MENETRIER desenvolve uma pesquisa mais abrangente, mencionando a “ametallosi”, desequilíbrio do intercambio bioquímico.
Desde então, os oligoelementos são utilizados para fins terapêuticos, particularmente contra as doenças recorrentes, neuropsiquiátricas, de deficiência imunológica e reumatológicas.
Em particular, a oligoterapia usa os minerais, na presença de doenças que não conduzem direta e necessariamente a uma determinada doença, mas que pode desencadear uma série de sintomas, enfraquecendo os mecanismos de defesa naturais do corpo e piorando a qualidade de vida das pessoas.

Todo ser humano tende a sofrer por causa de doenças específicas que são resumidas em quatro diferentes síndromes reacionais:

1) síndrome alérgica ou hiperativa - devido a carência de manganês;
2) síndrome hipostenica ou hiporeattiva - devido a carência de manganês e de cobre;
3) síndrome distonica - devido a carência de manganês e cobalto;
4) síndrome anérgica- devido a carência de cobre, ouro e prata.

Utilizando o gel contendo os minerais necessários ao levantar-se, em doses muito pequenas estaremos suprindo o organismo, normalizando os processos metabólicos e contribuindo assim para o corpo reagir.

Deve também ser dito que a oligoterapia reorganiza o metabolismo, não agindo tão rapidamente quanto os métodos tradicionais de tratamento.
Em qualquer caso, o sucesso da oligoterapia é baseado em um correto diagnóstico e assim a escolha dos minerais necessários a cada indivíduo.

Faça uma Análise de suas carências minerais e revigore-se!!!
Essa análise pode ser presencial ou por e-mail 

Nenhum comentário: