Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

16 de out de 2011

TERAPIA HOLÍSTICA E TERAPIA ALTERNATIVA

Acredito que, neste momento, se faz necessária uma reflexão...

O que é a terapia holística?
Quem é terapeuta holístico?
O que é terapia alternativa?
Vejo que muitos terapeutas se atrapalham para definir sua própria profissão.
Então aqui vão umas idéias para pensar...
Nem toda terapia alternativa é terapia holística.
Nem todo terapeuta alternativo é um terapeuta holístico.
Podemos usar técnicas alternativas e não ser um terapeuta holístico.
Terapia alternativa é a terapia que usa técnicas e procedimentos que são alternativos à medicina convencional.
O fato de atuar como terapeuta floral, massoterapeuta, radiestesista não garante que se está fazendo Terapia Holística.
A terapia holística se serve de técnicas alternativas, mas não deve ser confundida com ela.
Holos vem do grego e significa “completo, “inteiro”.
Holismo é uma maneira de ver e compreender o ser humano, o mundo e a vida como um todo integrado e organizado. 

A medicina alopata se ocupa das doenças e seus sintomas. 
Com as suas especializações, trata cada parte do corpo humano sem ver e tentar entender o SER que nele habita.
Nesse modo de tratar, não são consideradas as diferenças individuais. 
O paciente não é visto como um SER que tem emoções, família, amores, desejos... que tem uma história!
Analisa-se sintomas: dores, insônia, desânimo, tristeza, falta de atenção...
Fazem-se um diagnóstico: reumatismo, depressão, ATM, DDA, TPM...
Receitam-se remédios ou procedimentos que retirem os sintomas, ajudando a pessoa a dar continuidade às sua tarefas e responsabilidade diárias e viver sem dor.

Sim. 
Precisamos da Medicina Alopata! 
Ela é imprescindível!
Mas ela não está interessada na evolução desse SER que ela está tratando.
A doença tem que ser curada. É isso!
E muitas vezes a doença volta... e volta... e volta... porque o SER que está doente não foi visto. Só a doença.

O terapeuta holístico tem um olhar que vai além!
Uma compreensão mais ampla.
Olha e vê este SER e todas as suas relações.
Porque analisar as partes separadas não nos mostra como é o todo.
O todo é muito mais que a soma das partes.
E nessa visão, quando se interfere numa parte, o todo é afetado. 
Por isso a consciência e a responsabilidade precisam estar sempre presentes.
O sintoma, dentro do holismo, é visto como uma manifestação de uma desarmonia que existe dentro do SER.
Então é preciso ter um olhar que veja o ser humano como um TODO, com corpo físico, com emoções, uma maneira de pensar própria, com um jeito seu de se relacionar com os outros... Com uma constituição energética que é só sua! 
E então podemos usar as técnicas que, com essa visão, vão ter uma conotação bem diferente. 
Não de um procedimento que tira um sintoma... mas que ajuda esse SER a se conhecer melhor e crescer... se harmonizar e sintonizar com aquilo que tem de mais puro em si mesmo... sua essência.... 
E poder sempre mais manifestar o propósito da sua alma.
 
Saúde é harmonia!

As terapias devem oferecer a oportunidade para que cada um possa alcançar a sua própria harmonia.
E para isso, é preciso olhar para o ser humano e para a vida de uma forma HOLÍSTICA.
Mas uma boa terapia alternativa, mesmo que não seja holístca, pode ser de grande benefício.
Angelica Pio

Gratidão à Angelica!! 

texto copiado de Angelica Pio

Nenhum comentário: