23 de fev de 2017

O CORAÇÃO E A MEDICINA CHINESA

O CORAÇÃO E A MEDICINA CHINESA 

texto de dra Ana Clélia Mattos

O coração é considerado o mais importante de todos os órgãos do sistema interno. 
Também chamado de “ IMPERADOR ou MONARCA”. 

As funções do coração são: 

1. GOVERNAR O SANGUE 
2. CONTROLAR OS VASOS SANGUÍNEOS 
3. MANIFESTAR-SE NA COMPLEIÇÃO (na aparência) 
4. ABRIGAR A MENTE 
5. ABRIR-SE NA LÍNGUA 
6. CONTROLAR A SUDORESE. 

1) GOVERNAR O SANGUE 

O coração governa o sangue de duas maneiras: 

- Transformação da energia (Qi) dos alimentos em sangue

-  É responsável pela circulação do sangue

Um coração saudável é essencial para um suprimento adequado de sangue para todos os tecidos do organismo. Quando sua função é obstruída, ou seja, o sangue do coração é deficiente, a circulação do sangue torna-se escassa e as mãos ficam frias. 
A força de constituição de um indivíduo é determinada pelo coração. 
Embora nossa constituição seja primeira relacionada ao rim (energia Jing ancestral), é também relacionada ao coração e ao sangue. 
Se o coração é forte, o sangue é amplamente suprido e sua circulação é boa, a pessoa terá muito vigor e boa constituição. 
Ao contrário se o coração é constitucionalmente debilitado e o sangue deficiente, a pessoa apresentará uma constituição fraca com falta de força e uma língua com uma longa rachadura no meio, significa debilidade constitucional do coração. 

2) CONTROLAR OS VASOS SANGUÍNEOS 

O estado do Qi (energia) do coração é refletido no estado dos vasos sanguíneos. 
Os vasos sanguíneos dependem do Qi do coração e do sangue. 
Ex: Qi do coração forte, os vasos sanguíneos apresentarão um bom estado e o pulso será cheio e regular. 
Se o Qi do coração é débil, o pulso pode ser irregular e fraco. 

O CORAÇÃO GOVERNA OS VASOS SANGUÍNEOS. 

3) MANIFESTA-SE NA COMPLEIÇÃO 

O estado do coração e do sangue pode refletir-se na compleição. 
Se o sangue é abundante e o coração é forte, a compleição será rosada e lustrosa. 
Se o sangue for deficiente, a compleição será pálida ou de coloração branco-lustrosa. 
Se o sangue estiver estagnado a compleição será de coloração púrpuro-azulada, 
Se o coração tiver calor, a compleição será muito avermelhada. (rosto vermelho congestionado) 

4) ABRIGAR A MENTE 

A Medicina Chinesa afirma que o coração é a residência da MENTE. 
A palavra SHEN na Medicina Chinesa é usada no mínimo em dois contextos diferentes;

1. Inicialmente SHEN indica o complexo de faculdades mentais do qual se diz que “reside” no coração. 
De acordo com Medicina chinesa o estado do coração e do sangue afetará o estado emocional. 
Em particular, cinco funções são afetadas pelo estado do coração: EMOÇÕES, CONSCIÊNCIA, MEMÓRIA, PENSAMENTO, SONO. 

- Se o coração é forte e o sangue abundante haverá uma atividade mental normal, uma vida emocional equilibrada, consciência clara, memória e pensamentos bons e um sono saudável. 

- Se o coração é fraco e o sangue deficiente, podem ocorrer alterações mentais (como depressão), falta de memória, pensamento afetado, insônia, sonolência e em casos extremos inconsciência.

OBS: uma criança mentalmente retardada pode ser estimulada por meio da tonificação do coração. 

- HÁ UMA RELAÇÃO DE MÚTUA DEPENDÊNCIA ENTRE A FUNÇÃO DE CONTROLAR O SANGUE E A DE ABRIGAR A MENTE. O SANGUE É A ORIGEM DA MENTE. 

-  Se o sangue do coração é deficiente, afeta a mente, causando AGITAÇÃO MENTAL, DEPRESSÃO, ANSIEDADE, INSÔNIA. 
Por outro lado AGITAÇÃO, TRISTEZA, ALTERAÇÕES MENTAIS, podem induzir a deficiência de sangue do coração, causando PALPITAÇÕES, COMPLEIÇÃO PÁLIDA E PULSO IRREGULAR OU DÉBIL. 
- Se o coração é forte, a mente também o será e a pessoa será feliz. 
- Se o coração se encontra em condição de excesso, a mente poderá ser afetada, e a pessoa apresentará DEPRESSÃO MANÍACA. 
- Relacionamentos difíceis podem afetar o coração e a mente. 

2. O segundo SHEN é utilizado para indicar a esfera inteira dos aspectos: emocional, mental e espiritual do ser humano. Neste sentido não está somente relacionado ao coração , mas também relacionado ao emocional, mental e espiritual de outros órgãos como rim, fígado, pulmão e baço. 
Seria errado identificar nossa vida mental e espiritual simplesmente com o coração, todos os quatro órgãos restantes também participam. 

Cada um dos cinco sistemas Yin, ou seja, cinco órgãos estão relacionados a um determinado aspecto mental. 
- A Mente (Shen) com o coração 
- A Alma Etérea com o fígado 
- A Alma Corpórea com o pulmão 
- A Força de Vontade com o rim 
- O Pensamento com o baço. 

A ALMA ETÉREA (HUN) pertence ao fígado que corresponde amplamente ao nosso conceito de “Espírito” e “Alma”. 
Ela penetra no organismo logo após o nascimento, segundo os chineses.
 A Alma Etérea pode ser descrita como “aquela parte da Alma, oposta à Alma Corpórea, a qual após a morte deixa o corpo, carregando a aparência da forma física” 

A ALMA CORPÓREA (PO) pode ser definida como “a parte da Alma (oposta à Alma Etérea) a qual é indissoluvelmente agarrada ao corpo e desce para a Terra com a Morte”. 
A Alma Corpórea está intimamente relacionada ao corpo e poderia ser descrita como a expressão somática da Alma, ela nos dá a capacidade de sensação, sentimento, audição e visão. 

A FORÇA DE VONTADE (ZHI) reside no rim e consiste na direção mental que nos fornece determinação para conseguir nossos objetivos.

 O PENSAMENTO reside no baço e corresponde à nossa capacidade para os estudos, concentração e memória. 
O coração também afeta o pensamento e a memória. 

ASSIM COMO O SHEN QUE RESIDE NO CORAÇÃO CORRESPONDE À MENTE, 
O SHEN QUE INDICA O COMPLEXO DE ASPECTOS MENTAL E ESPIRITUAL DO SER HUMANO CORRESPONDE MAIS ADEQUADAMENTE AO “ESPÍRITO”. 

5) ABRIR-SE NA LÍNGUA 

A língua é considerada a “nova ramificação” do coração. 
O coração controla a cor, a forma e a aparência da língua, relacionado principalmente com a ponta da língua. 
Também controla o paladar. 
Se o coração for normal à língua terá uma coloração vermelho-pálida normal e o paladar será normal também. 
Se o coração tem calor, a língua pode ser seca e vermelha escura, a ponta pode ficar mais vermelha e inchada, ocorrendo um gosto amargo. 
Se o calor é severo a língua pode apresentar úlceras vermelhas e doloridas. 
Se o coração é fraco e o sangue deficiente, a língua pode ser pálida e fina. 
O coração também afeta a fala e suas anormalidades podem causar gagueira. 
É freqüente um desequilíbrio do coração, se há excesso ou deficiência, causar uma fala incessante ou um a risada inconveniente. 

6) CONTROLAR A SUDORESE 

A sudorese é um dos fluídos corpóreos e aparece entre nos espaços entre a pele e os músculos. 
O sangue e os fluídos corpóreos interagem.
Quando o sangue é muito espesso , os fluídos corpóreos penetram na circulação sanguínea e diluem-na. 
Como o coração governa o sangue e apresenta uma interação mútua com os fluídos corpóreos, então o coração está relacionado à sudorese. 
Uma deficiência do Qi (energia) do coração provoca sudorese espontânea. 
Uma deficiência do Yin do coração, pode provocar sudorese noturna. 
Uma sudorese contínua e profusa em um paciente com Deficiência do Coração deve ser tratada sem demora, uma vez que a perda do suor implica na perda dos fluídos corpóreos, que por sua vez induz uma Deficiência do sangue por causa da interação contínua entre o sangue e os fluídos corpóreos. 

7) SONHOS 

Uma vez que o Coração abriga a mente, ele está intimamente relacionado ao sono. 
A mente reside no coração e se o Coração, e particularmente o Sangue do Coração, for forte, a pessoa dormirá facilmente e o sono será sadio. 
Se o Coração estiver debilitado a Mente não terá residência e flutuará à noite causando inabilidade para o sono, sonhos excessivos ou distúrbios do sono. 
Alguns sonhos estão relacionados ao coração: 

Exemplos: 
- Sonhos com fogo, erupções vulcânicas, se o Coração estiver debilitado 
- Sonhos com montanha, fogo e fumaça, coração deficiente. 
- Sonhos com risada, coração em excesso. 

O CALOR EXTERIOR FAZ MUITO MAL AO CORAÇÃO. 
O CALOR EXTERIOR EM UM CORAÇÃO JÁ DEFICIENTE OBSTRUI O PERICÁRDIO, QUE POR SUA VEZ OBSTRUI OS ORIFÍCIOS DO CORAÇÃO, PODENDO CAUSAR COMA, DELÍRIO OU FALTA DE FALA. 

PERICÁRDIO 

O pericárdio está relacionado ao coração na visão da Medicina Chinesa ele funciona como cobertura externa do coração, protegendo-o dos ataques dos fatores patogênicos externos. 

O PERICÁRDIO É UM EMBAIXADOR, SENDO QUE DESTE DERIVA A ALEGRIA E A FELICIDADE. 

Se um fator patogênico atacar o coração, será imediatamente desviado para atacar o pericárdio. 

SÍNDROMES DE DEFICIÊNCIA DO CORAÇÃO 
1. Deficiência de sangue do Coração: palpitação, insônia, sonho abundante, tontura, palidez cutânea, amnésia, pulso fino e fraco e língua pálida. 
2. Deficiência do Yin do Coração: palpitação, insônia, ansiedade, pânico, tristeza, opressão torácica, língua vermelha, calor interno, sudorese noturna, boca seca, pulso fino e rápido. 
3. Deficiência de Qi (energia) do Coração: palpitação, taquipnéia, cansaço aos esforços, sudorese espontânea, opressão torácica, língua pálida, pouca saburra na língua, pulso deficiente. 
4. Deficiência do Yang do Coração: palpitação, taquipnéia, dor torácica, sensação de frio, extremidades frias, opressão torácica, mucosa pálida ou azul escura, edema facial e de membros inferiores, língua edemaciada, saburra espessa, pulso fino, estagnante e intermitente. 
5. Fogo do coração em excesso: agitação, insônia, rosto vermelho e boca seca, ulcerações na mucosa bucal e na língua, delírio verbal, estado de excitação, urina escura, às vezes com mistura de sangue, micção dolorosa, pulso rápido. 
6. Mucosidades nos orifícios do Coração: perturbações da mente não reconhecem ninguém, fica idiota e estupeficado, fala sozinho, olhar fixo, conduta anormal. Nos casos graves perda brutal dos sentidos, respiração dificultada com mucosidades, revestimento da língua branco. Pulso profundo, em corda, deslizante. 
7. Fogo e mucosidades perturbam o coração: agitação, palpitações, insônia, abundância de sonhos, rosto vermelho, sede, boca amarga, obstipação, pouca urina. Quando o estado se agrava: divagação verbal, choros e risos sem causa, agitação maníaca, bate e insulta as pessoas. Língua vermelha, revestimento lingual amarelo e gorduroso, pulso em corda e deslizante, cheio. Esta síndrome é encontrada nas HISTERIAS, EPLEPSIA, DOENÇAS MENTAIS EM PARTICULAR NOS ESTADOS MANÍACOS. 

1. Causas das deficiências de Qi e Yang do coração: 
 Doença aguda e violenta 
 Doença crônica 
 Velhice 
 Fraqueza constitucional. 
2. Causas da deficiência de sangue e de yin do coração: 
 Produção de sangue deficiente 
 Espoliação sanguínea 
 Doença febril que consome os líquidos 
 Ferimento interno provocado pelas emoções. 


3. Causas do excesso de fogo no coração: 
 Congestão dos sentimentos 
 Excesso de alimento picante, com excesso de quentura ou uso de fortificantes. 

4. Causas de mucosidades nos orifícios do Coração: 
 Excesso de um dos sentimentos (tais como: raiva tremenda, preocupações excessivas, depressão melancólica) 
 Estagnação de umidade perversa transforma-se em mucosidade que ocuparão toda a circulação. 
O INTESTINO DELGADO É A VÍCERA DO CORAÇÃO E SEUS SINTOMAS E SINAIS SERÃO ESTUDADOS EM OUTRA AULA. 

VI – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
JUNQUEIRA Luiz C., CARNEIRO José: Histologia Básica, 10ª Edição, Ed. Guanabara Koogan, 2004, 324-334 
“O diagnóstico na medicina Chinesa” 
Autor: B. Auteroche – P- Navailh 
Editora: Andrei 
“Os Fundamentos da Medicina Chinesa” 
Autor: Giovanni Maciocia 
Editora: Roca. 
Escrito por: 
Dra. Ana Clélia Mattos CRM: 47553 
Rua Monte Alegre 428 conj.: 44 
Perdizes – SP 
Tel: (11) 3875-0199 
Site: www.anacleliamattos.med.br 
e-mail : anaclelia@anacleliamattos.med.br 
Apoio: 
Farmácia Homeoterápica 
Rua Heitor Peixoto, 530 
Cambuci – SP 
Tel: (11) 3277-0666 
Site: www.homeoterapica.com.br 
e-mail: homeo@homeoterapica.com.br 

MEDICINA CHINESA E A ENERGIA VITAL

Resumo: Este estudo, notas de uma comunicação oral, apresenta em tom coloquial algumas ideias básicas da medicina tradicional chinesa: em torno da energia vital, Qi, que convida a uma medicina integrativa, holística.

Inicialmente quero agradecer aos organizadores deste “I Encontro Cemoroc Educação: Os Orientes”.

A proposta desta breve comunicação é refletir com vocês sobre saúde, sobre estado de equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual.
Isto existe de fato?
É possível?

Retomaremos, do ponto de vista chinês, as eternas questões que, desde sempre, estão (ou deveriam estar...) na base de toda medicina:

Como cada um de nós se sente neste momento?
Saudável?
Sem dores?
Alegre?
Em paz?
Sereno?
Feliz?

Como alcançar o equilíbrio físico, mental , emocional e espiritual tão almejado?

Em nossa perspectiva (estamos em um evento acadêmico sobre os Orientes), para começar, é necessário tentar entender o fluido energético que percorre o nosso corpo e está presente na natureza e em todo o universo.

Não podemos ter saúde se não estivermos fluindo energia de modo regular e pleno.
Como isso se dá?

Lemos num clássico taoísta:
            “Todo o nascimento é uma condensação; toda morte, uma dispersão da matéria.
         O nascimento não é um ganho, a morte não é uma perda...
       Condensada a matéria, sobrevém um ser; rarefeita, será o substrato das mutações.”
                                                                                                                                             (Zhuang Zi, Nan Hua Jing)

A milenar cultura chinesa guarda segredos ainda não revelados; parte deles o Ocidente já aprendeu; outros ainda permanecem reservados a um restrito círculo.

Segundo os chineses, na hora da fecundação uma energia, chamada de energia ancestral, penetra no corpo e desse fluido gera-se todo o restante; daí surgem todos os órgãos.
Se uma pessoa nasce com a essência lesada, recebe uma essência que não está adequada e o primeiro efeito é o retardo no fechamento da sua fontanela, demora para andar; os ossos, os dentes e os cabelos serão frágeis.

Para a tradição chinesa, todos os canais de energia, todos os órgãos do corpo começam no rim.
A sede do espírito, no momento da fecundação, é o rim.
Eles dizem que temos três rins.
Um rim filtrador, um reprodutor e um chamado de portão da vitalidade (que alberga a energia vital).

Na perspectiva da medicina chinesa, o homem é um ser funcional no qual o relacionamento de cada órgão com o meio, exterior e interior, resulta num tipo específico de fluido.

Os meridianos são caminhos interligados construídos pelos respectivos órgãos para que o Qi (energia) e os fluidos percorram todo o corpo.
Os meridianos fazem com que os órgãos e as substâncias se comuniquem entre si e põe ainda o interior em contato com o exterior.
A energia, o fluido, pode estar na forma de:
Qi, Essência, Sangue, Espírito e Líquidos orgânicos; cada um com sua peculiaridade.

O início do Qi e do fluido vital nasce com o indivíduo e provém da energia ancestral.
A energia ancestral, oriunda dos antepassados, vem com a fecundação e se aloja nas células que serão o futuro rim direito do feto.

Energia ou Qi ancestral ou primordial é, segundo os chineses, a quantidade de energia que fará a pessoa viver 20, 50, 80 ou 100 anos .

É imutável, não renovável e vai sendo usada e gasta lentamente ao longo da vida: desde a concepção e nascimento, nas fases de crescimento, desenvolvimento, amadurecimento, idade adulta, etc.
Portanto, a quantidade de Qi com que o indivíduo nasce é suficiente para toda sua vida.

Em situações de trauma emocional violento, como no caso de morte de entes queridos, situações de assalto, acidentes graves etc., gasta-se o Qi ancestral rapidamente e o indivíduo perde dias ou anos de vida, envelhecendo de modo mais veloz.
Existem, porém, outras fontes de energia ou Qi renováveis diariamente que vêm dos alimentos, respiração, exercícios físicos, meditações, sono, etc.; esse Qi é abastecido a cada 24hs e se aloja no rim esquerdo do indivíduo.

Em situações de forte fadiga e stress prolongados, gasta-se demais a energia captada pelo rim esquerdo, obrigando o organismo a lançar mão da energia do rim direito (a ancestral), levando ao envelhecimento precoce e adoecimentos como: falta de memória, fibromialgia, problemas ósseos articulares, auditivos, baixa imunidade, cabelos brancos, dentes fracos culminando com medos, impaciência e muito cansaço.

A partir dos rins, saem todos os canais de energia fluídica que compõem o nosso corpo; os chamados meridianos não são vasos sanguíneos e nem linfáticos, mas canais não visíveis sutis, virtuais, que percorrem caminhos de cima a baixo no organismo, levando fluido energético capaz de fazer funcionar todos os mecanismos celulares e teciduais.

É a energia que flui e anima o corpo, que o faz movimentar, pulsar, é enfim o chamado FLUÍDO VITAL, descrito por médicos, como, Samuel Hahnemann (o pai da Homeopatia) e por mestres e pensadores orientais.

A doença vem do desequilíbrio da energia ou fluido vital, causada por fatores emocionais, ambientais ou até espirituais que afetam os meridianos de circulação de energia, ocasionando os sintomas físicos e emocionais aparentes. 
Portanto, a cura da chamada “doença” vem da reorganização e equilíbrio do fluido vital, obstruído nos meridianos de energia.

A visão do médico holístico é diferente, pois tenta sentir, observar e diagnosticar o desequilíbrio como um todo; tenta fazer voltar o fluido vital ao seu estado de normalidade através de ações no corpo físico, como medicamentos homeopáticos, fitoterápicos, acupuntura, e também propostas de tratamentos psicopterápicos, energéticos, como Reiki e diversas outras formas de reequilíbrio vital.

São feitas orientações também para que o indivíduo procure um caminho espiritual próprio de acordo com suas crenças e convicções.

Essas ações não excluem, muitas vezes, a prescrição de medicamentos alopáticos bem indicados e organizados de uma forma não antagônica, que não atrapalhe o retorno da energia vital ao seu estado de normalidade.
Por tudo isso, defendemos a MEDICINA INTEGRATIVA, que une as medicinas oriental e ocidental, de forma que o melhor seja feito ao paciente.
Os fluidos vitais adquirem as propriedades do meio externo, ou seja, sofrem a influência das emoções, desejos e das aspirações.

A pureza absoluta é o ponto de partida do fluido vital universal; o ponto oposto é sua transformação em matéria tangível, palpável.
Entre esses dois extremos acontecem inúmeras transformações entre o que chamamos de saúde e doença.

A Medicina Holística é filosófica, sintética, espiritual, individual, subjetiva e natural.
A causa da doença tem menos importância, pois a cura é baseada na reforma do caráter e do comportamento através de ações opostas à causa da doença: ações que diluem os fluidos deletérios.
Os fluidos adquirem as propriedades do meio, ou seja, sofrem a influência das emoções, dos desejos e das aspirações.
A partir desse posicionamento, pensar de modo holístico, a proposta é ajudar cada um a pensar em sua vida no seu todo: nos seus sentimentos, emoções, alegrias e frustrações, raivas e tristezas.
E fazer algo para mudar, a partir de uma conscientização que leva cada um a cuidar melhor de si, deixar fluir o Qi e reorganizar sua energia vital.
Naturalmente, a postura holística aplica-se também no sentido da famosa sentença de Ortega y Gasset: “eu sou eu e minha circunstância”: se eu melhoro, melhoram também os que estão a meu redor e o meu ambiente, humano e físico.
Daí que o diálogo médico-paciente, transcende (e não exclui), digamos assim, o recorte da mera dimensão bioquímica, as baterias de exames e seus resultados numéricos etc. a que costuma se ater a medicina ocidental. E deve incluir a totalidade corpo-espírito.

21 de fev de 2017

FUNÇÕES DO FÍGADO.

FUNÇÕES DO FÍGADO NA MEDICINA CHINESA 

O fígado é freqüentemente comparado a um general de exército, porque é responsável pelo planejamento total das funções do organismo, realizado por meio da garantia do fluxo suave e da direção correta do Qi (energia). 

“O FÍGADO É COMO UM GENERAL DE EXÉRCITO DO QUAL SE ORIGINA A ESTRATÉGIA”. 

Considera-se que o fígado influencie nossa capacidade de planejar nossas vidas. 

As funções do fígado são: 

1) armazenar sangue
2) assegurar o fluxo suave do Qi
3) controlar os tendões
4) manifestar-se nas unhas
5) abrir-se nos olhos
6) abrigar a alma etérea.

1) ARMAZENAR O SANGUE 

a) o Fígado regula o volume de sangue no organismo de acordo com atividade física: quando o organismo descansa, o sangue flui de volta para o fígado e quando está ativo, o sangue flui para os músculos (nutre e umedece os músculos para capacitá-los a desempenhar as atividades) portanto o fígado é o responsável final pelo nível de energia da pessoa. 

b) o Fígado armazena o sangue e influencia a menstruação. 

Se o fígado armazena o sangue a menstruação será normal.
Se o sangue do Fígado for deficiente, poderá haver ausência de menstruação ou pouca menstruação .
Se o sangue do Fígado for excessivo ou estiver quente haverá hemorragia menstrual.
Se o Qi do Fígado for estagnante, poderá acarretar estagnação de sangue no fígado, causando cólicas, tensão pré-menstrual e coágulos menstruais.

.2) ASSEGURAR O FLUXO SUAVE DO QI 

Esta é a função mais importante do Fígado, sendo o centro para quase todo o desequilíbrio do fígado” 

As palavras chinesas para esta função significam, literalmente, “fluir”, “deixar sair”, “dispersar”, “circular”, assim o fígado assegura o fluxo suave de Qi através de todo o organismo. 

A direção normal do movimento do Qi do fígado é ascendente e exterior em todas as direções. 
Este movimento expansivo em todas as direções coordena 3 funções: 

a) estado emocional
Se o Qi flui normalmente a vida emocional será feliz . 
Se a circulação do Qi for obstruída, o Qi estará contraído, provocando frustração emocional, depressão, raiva. 
Os sintomas físicos gerados pela obstrução do Qi, são: 

- dor na região do fígado 

- sensação de opressão no peito 
- sensação de “bola na garganta” 
- distensão abdominal 
- TPM 
- dores nas mamas 
- irritabilidade nas mulheres 
-tontura 

b) função digestiva
O fluxo suave do Qi auxilia a função digestiva do estômago de amadurecer e decompor os alimentos e do baço de extrair o Qi dos alimentos. 
Nas patologias, se o Qi do fígado estiver estagnado, pode invadir o estomago e gerar sintomas como: 

- acidez, 

- náusea 
- vômito. 

Se ele invade o baço pode gerar: 

- empachamento no estômago 

- diarréia. 

c) afeta o fluxo de bile: 
Se o Qi do fígado estiver estagnado o fluxo de bile fica obstruído e gerará gosto amargo na boca, eructação e icterícia. 

3) CONTROLA OS TENDÕES 

Os tendões serão umedecidos e nutridos pelo fígado, 
assegurando um movimento suave das articulações.e a 
ação correta dos músculos. 
Se o sangue do fígado for deficiente poderá causar espasmos musculares câimbras, tremores, tetania, 
debilidade de flexão e extensão dos membros. 
“Quando o Qi do fígado declina, os tendões não podem se movimentar”. 

4) MANIFESTA-SE NAS UNHAS 

As unhas na medicina chinesa são consideradas como subproduto dos tendões e estão sob influência do sangue do fígado. 
Se o sangue do fígado for deficiente,as unhas não serão nutridas e se tornarão escuras, denteadas, secas e quebradiças (com fungos). 

5) ABRE-SE NOS OLHOS 

O olho é o órgão o sentido conectado ao fígado. 
Ele oferece aos olhos a capacidade de ver. 
-Se o sangue do fígado é abundante, os olhos serão normalmente úmidos e a visão será boa. 
-Se o sangue do fígado for deficiente, pode ocorrer visão turva, miopia, cegueira para cores e olhos secos e arenosos.. 
-Se o fígado tem calor (aumento do Yang) haverá hiperemia da conjuntiva (conjuntivite) com sensação dolorosa e queimação. 
- Se o fígado apresentar vento interno , o globo ocular pode mover-se para cima e de maneira involuntária 
(nistagmo). 

O rim e o coração também comandam o olho, de modo que as doenças crônicas estão relacionadas com o declínio da essência do rim (glaucoma, catarata, retinopatias). 
O coração abriga a mente e reflete nos olhos. 


6) ABRIGA A ALMA ETÉREA (ESPÍRTO) 

A alma etérea chamada de Hun em chinês, é um aspecto 
mental-espiritual do fígado. 
A alma etérea é realmente a natureza espiritual do ser e os chineses acreditam que ela influencie a capacidade de planejamento da nossa vida e de direção a ela.
A falta de rumo na vida e a confusão mental (falta de raciocínio) seria a alma etérea que vaga sozinha no espaço tempo. 
Aqueles que sofrem de deficiência grave de Yin do fígado podem experimentar uma sensação como se estivessem flutuando, poucos minutos antes de dormir. 
“A alma etérea está relacionada a uma vaga sensação de medo à noite antes de dormir, isto ocorre devido a falta de fixação da alma etérea. 


7) FÍGADO ODEIA VENTO 

O clima com ventania afeta frequentemente o fígado. 

Desta forma, a relação entre fígado e o “vento”diz respeito não somente ao Vento interior mas também ao exterior. 

“Convulsões são manifestações do Vento interior sempre relacionada ao fígado”. 

“Dor de cabeça na lateral esquerda é causada pelo desequilíbrio do Qi do fígado e do lado direito diz Respeito à vesícula biliar” 
********************************************************** 
Drª. Ana Clélia Mattos (SP) 
Formação em Medicina Chinesa, Acupuntura, Fitoterapia Chinesa e Brasileira. Médica homeopata com especialização no Método Canova, para tratamente do câncer, HIV, hepatite C e doenças auto-imunes. Consultório: Rua Monte Alegre, 428 cj 44 - Perdizes - São Paulo - SP. Tel: (11) 3875-0199 
E-mail/Site: www.anacleliam.med.com e-mail:anaclelia@anacleliamattos.med.br 

7 de fev de 2017

Meus textos no site oficial de Ana Maria Braga


No período de 2009 a 2012, escrevi diversos artigos para o site de Ana Maria Braga, sobre 

magia e terapias holísticas.

Aqui coloco os links para cada texto...
Espero que apreciem!!


65 -12-01-2012 - Terapia Holística




64 - 06-12-2011 - Pra emagrecer

63 -23-09-2011 - Primavera



53 - 24-02-2011 - Energização-Saiba como harmonizar a sua casa e se livrar das energias negativas

52 - 22-02-2011 -Florais de Bach -Receita para quem se sente sozinho e sofre muito com a solidão

51 - 15-02-2011 - Florais de Bach - Receita para quem se sente depressivo, exausto ou triste

50 - 18-01-2011 -Influenciáveis- Florais para quem sofre com tudo

49 - 25-11-2010 - Balança - como manter a forma como passar do tempo? Descubra!

48 - 04-10-2010 - Ajudinha extra - Florais de Bach para aqueles que se sentem sozinhos e solitários


42 - 19-05-2010 - Receita de beleza interior