Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

26 de ago de 2015

UMA NOVA ABORDAGEM DOS MINERAIS E DA SAÚDE!!

Os minerais são fundamentais para o homem uma vez que atuam como catalisadores de reações enzimáticas e são os reguladores de processos vitais.
O organismo é incapaz de sintetiza-los, pelo que devem estar incluídos na alimentação cotidiana ou repostos através de suplementação.
As necessidades de minerais dependem de diversos fatores, como por exemplo, a idade, o sexo , estado de saúde, fatores ambientais e emocionais
A ausência de minerais provoca alterações prejudiciais nos sistemas digestivo, glandular, cardiovascular, nervoso, urinário e imunológico, também fica aberta a porta para ansiedade, nervosismo, stress, TPM, depressão os quais não são detectáveis em exames convencionais mas o indivíduo sente que há algo que está em desarmonia.
Assim temos:
- O Zinco como catalisador, atua em mais de 200 reações enzimáticas,
- O Iodo tem um efeito regulador sobre a glândula tireoide,
- O Silício
- O Magnésio promove o equilíbrio nas áreas neuro psiquiátrica e neuromuscular.
promove a formação de tecido conjuntivo e
Atualmente, a carência metabólica desses minerais são comuns.
Isso se deve em primeiro lugar aos hábitos alimentares modernos:
• maior consumo de carne,
• diminuição do consumo de frutas e vegetais frescos e da estação,
• pobreza nutricional causada pelo refinamento dos produtos,
• colheita de frutos imaturos,
• esgotamento dos solos, etc.
Em segundo lugar, essas carências podem ser a consequência de uma falha na assimilação pelo metabolismo devido:
• à idade avançada,
• à distúrbios digestivos, ou
• a ingestão de fármacos
Em terceiro lugar temos vários fatores ambientais que também produzem a carência no metabolismo por inativação do mineral absorvido. Aqui temos as diversas formas de poluição: ar, água, agrícola, industrial, conservantes, estabilizantes, amálgamas dentárias, etc
.
Em quarto lugar responsável pela perda excessiva de minerais no metabolismo é o STRESS (físico e mental).
Além disso existem situações em que há uma maior necessidade dos minerais (oligoelementos), como é o caso de:
• mulheres grávidas,
• crianças em fase de crescimento,
• atletas,
• doentes e
• convalescentes!!!.

A carência prolongada desses minerais no metabolismo gera como consequência:

• uma redução global do funcionamento do órgão (sintomas como fraqueza, fadiga, falta de energia ...),
• seguido pelo aparecimento de perturbações funcionais devido ao mau funcionamento celular (outros diversos sintomas que não são detectados pelos exames laboratoriais – Estamos diante da doença funcional)
• e a longo prazo, o resultado destes sintomas não cuidados, resultam em muitas doenças comprovadas clinicamente – já instaladas no organismo.
Esta sequência de eventos está ligada ao desenvolvimento das chamadas "doenças da civilização": câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, reumatismo, alergias ...

Por ser um assunto de interesse geral e com bastante conteúdo, peço que me enviem uma mensagem, que lhes enviarei a tabela contendo a correspondência entre os minerais, em qual processo metabólico são essenciais, em quais alimentos encontrá-los e quais os sintomas que indicam sua carência!!



Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam


Nenhum comentário: