Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

26 de ago de 2015

UMA NOVA ABORDAGEM DOS MINERAIS E DA SAÚDE!!

Os minerais são fundamentais para o homem uma vez que atuam como catalisadores de reações enzimáticas e são os reguladores de processos vitais.
O organismo é incapaz de sintetiza-los, pelo que devem estar incluídos na alimentação cotidiana ou repostos através de suplementação.
As necessidades de minerais dependem de diversos fatores, como por exemplo, a idade, o sexo , estado de saúde, fatores ambientais e emocionais
A ausência de minerais provoca alterações prejudiciais nos sistemas digestivo, glandular, cardiovascular, nervoso, urinário e imunológico, também fica aberta a porta para ansiedade, nervosismo, stress, TPM, depressão os quais não são detectáveis em exames convencionais mas o indivíduo sente que há algo que está em desarmonia.
Assim temos:
- O Zinco como catalisador, atua em mais de 200 reações enzimáticas,
- O Iodo tem um efeito regulador sobre a glândula tireoide,
- O Silício
- O Magnésio promove o equilíbrio nas áreas neuro psiquiátrica e neuromuscular.
promove a formação de tecido conjuntivo e
Atualmente, a carência metabólica desses minerais são comuns.
Isso se deve em primeiro lugar aos hábitos alimentares modernos:
• maior consumo de carne,
• diminuição do consumo de frutas e vegetais frescos e da estação,
• pobreza nutricional causada pelo refinamento dos produtos,
• colheita de frutos imaturos,
• esgotamento dos solos, etc.
Em segundo lugar, essas carências podem ser a consequência de uma falha na assimilação pelo metabolismo devido:
• à idade avançada,
• à distúrbios digestivos, ou
• a ingestão de fármacos
Em terceiro lugar temos vários fatores ambientais que também produzem a carência no metabolismo por inativação do mineral absorvido. Aqui temos as diversas formas de poluição: ar, água, agrícola, industrial, conservantes, estabilizantes, amálgamas dentárias, etc
.
Em quarto lugar responsável pela perda excessiva de minerais no metabolismo é o STRESS (físico e mental).
Além disso existem situações em que há uma maior necessidade dos minerais (oligoelementos), como é o caso de:
• mulheres grávidas,
• crianças em fase de crescimento,
• atletas,
• doentes e
• convalescentes!!!.

A carência prolongada desses minerais no metabolismo gera como consequência:

• uma redução global do funcionamento do órgão (sintomas como fraqueza, fadiga, falta de energia ...),
• seguido pelo aparecimento de perturbações funcionais devido ao mau funcionamento celular (outros diversos sintomas que não são detectados pelos exames laboratoriais – Estamos diante da doença funcional)
• e a longo prazo, o resultado destes sintomas não cuidados, resultam em muitas doenças comprovadas clinicamente – já instaladas no organismo.
Esta sequência de eventos está ligada ao desenvolvimento das chamadas "doenças da civilização": câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, reumatismo, alergias ...

Por ser um assunto de interesse geral e com bastante conteúdo, peço que me enviem uma mensagem, que lhes enviarei a tabela contendo a correspondência entre os minerais, em qual processo metabólico são essenciais, em quais alimentos encontrá-los e quais os sintomas que indicam sua carência!!



Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam


25 de ago de 2015

Oligoterapia: Causas de Deficiência Mineral

Por Erin Froehlich 

Embora eu tenha escrito sobre os benefícios da Oligoterapia através da suplementação mineral em artigos anteriores, saber onde é que a deficiência começa? O que a provoca? é importante!


Dieta e esgotamento de nutrientes no solo

Hoje, a comida é mais barata e é processada para o mínimo de esforço na preparação.  
De certa forma, isso é maravilhoso, liberando tempo, tempo gasto na cozinha de 50 anos ou 100 anos atrás. No entanto, isto também é uma tendência que tem contribuído diretamente para aumento no número de pessoas que sofrem de obesidade e deficiências nutricionais.
Idealmente, os nossos corpos teriam fornecimento dos minerais simplesmente comendo uma dieta equilibrada, mas, infelizmente, mesmo aqueles de nós que fazem um esforço consciente para garantir uma boa alimentação, o excesso de agrotóxicos na agricultura e o esgotamento de nutrientes em nosso solo - a principal fonte de conteúdo mineral - tem levado a produzir produtos que, apesar de ser maior e mais uniformes na aparência, são realmente menos nutritivos.

Envelhecimento

À medida que envelhecemos, uma diminuição na secreção de ácido clorídrico muitas vezes ocorre. Isto levará a um corpo que é menos capaz de quebrar e absorver os nutrientes dos alimentos que nós comemos. Os cientistas especulam que este fenômeno pode ser uma causa de degeneração associada à idade.

Acúmulo de toxinas

Enquanto a maioria dos minerais são benéficos e essenciais para a nossa saúde, alguns como alumínio, arsênio, cádmio, chumbo e mercúrio definitivamente não são. A exposição recorrente destes minerais poluentes no nosso ar, água e alimentos, pode levar ao acúmulo de toxinas e junto com ele, uma ampla gama de efeitos negativos para a saúde, incluindo dificuldades em absorver nutrientes.

Qual a melhor maneira de prevenir a deficiencia de minerais?

Minerais podem ser suplementados de diversas maneiras - através da ingestão de alimentos, em pílulas, em líquidos, em gel friccionado na pele... e cada forma faz com que o corpo reaja de uma maneira ligeiramente diferente ao absorvê-los. A maneira mais fácil muitas vezes, e, consequentemente, a administração preferida de oligoterapeutas, é em forma de líquido iônico.


 

Eu, Dra Mirhyam Conde Canto, prefiro indicar a Suplementação de Oligoelementos através da derme, ou seja, manipulo um gel EXCLUSIVO contendo os minerais necessários ao cliente , e ele passa a utiliza-lo diariamente - aplicando no pulso e friccionando os dois pulsos, promove a absorção imediata desses minerais pela corrente sanguínea. 
É uma forma prática, rápida e segura de repor aquilo que falta para que seu metabolismo retorne ao estado de homeostase metabólica!


Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam







Oligoterapia: Os 6 Minerais (Oligoelementos) mais importantes

Por Erin Froehlich 

Enquanto a maioria das pessoas cresceram ouvindo sobre a importância das vitaminas (cálcio para os ossos, a vitamina A para os nossos olhos), muitas pessoas não percebem o que fazer para repor minerais em nossos corpos ou como eles são importantes.  
De fato, sem um bom equilíbrio de minerais, nosso corpo pode nem mesmo fazer pleno uso das vitaminas que tomamos. 

A fim de manter nossa saúde ideal, nossos corpos exigem uma ampla variedade de minerais.

Entre estes estão os OLIGOELEMENTOS, assim chamados porque eles são necessários apenas em  pequenas quantidades - mas não se iluda pensando que, porque os montantes necessários são pequenos, eles são menos importantes para nós.  
Nossos corpos dependem deles para gerar os impulsos elétricos que sinalizam nossos músculos e cérebro. Nossas próprias células dependem destes nutrientes para apoiar a osmose, equilibrar a pressão da água e absorver nutrientes. De extrema importância, são oligoelementos íonicos e eletrólitos.

Íons e eletrólitos

Partículas de íons, quer feito de um único átomo ou de grupo de átomos, atuam no corpo através da realização de uma carga elétrica. Estes vêm em um de dois grupos: "cátions", ou íons positivamente carregados e ânions ", ou íons carregados negativamente.  
As substâncias que os compõem são chamados de "eletrólitos /".
Eletrólitos comuns incluem o cálcio, magnésio, cloro, bicarbonatos, potássio,  sódio e hidrogênio.
Cada tipo de íon tem a sua própria e única ação e um papel importante no interior do corpo.  
Eletrólitos participam da formação de ânions, como bicarbonato, cloreto  fosfato - trabalho para manter o equilíbrio ácido-basico do nosso corpo para a absorção de nutrientes ideal e também para apoiar a digestão e a estrutura da membrana celular.
Eletrólitos Cátion- como cálcio, magnésio, potássio, sódio e hidrogênio, apoiam a capacidade de nossos nervos para sinalizar e conduzir mensagens, a contração dos nossos músculos, e muitas outras funções importantes.
Íons e eletrólitos são essenciais para manter um equilíbrio saudável em nossos corpos.
Dentro da Oligoterapia, há mais de 80 elementos diferentes que podem ser utilizados, dependendo da finalidade a que se destina.
  Aqui estão apenas os seis  minerais mais utilizados por oligoterapeutas para as patologias - manganês, cobalto, cobre, magnésio, zinco e fósforo.

# 1. Manganês

Funções no corpo: Ativa enzimas necessárias para a utilização de biotina, tiamina, ácido ascórbico e colina. Suporta a síntese de ácidos graxos, o metabolismo de proteína e carboidrato, e a produção de hormônios sexuais.  
Ativa as enzimas formadoras de osso e acredita-se que dá suporte a produção de um hormônio da tireóide usado para manter o tecido nervoso. É importante para o metabolismo de açúcar no sangue e enzimas antioxidantes especiais.
Os sintomas de deficiência: crescimento prejudicado, anormalidades esqueléticas, problemas no metabolismo das gorduras e hidratos de carbono, problemas de coordenação e equilíbrio ataxia, náuseas, vômitos, fraca tolerância de glicose / açúcar elevado no sangue, perda de cor do cabelo, perda óssea, baixos níveis de colesterol, tontura, perda de audição, problemas reprodutivos.
Útil para esses sintomas: alergias, asma, diabetes, epilepsia, doenças do coração, dificuldades de aprendizagem, esclerose múltipla, osteoporose, síndrome pré-menstrual, artrite reumatóide, esquizofrenia, entorses e distensões.

# 2. Cobalto

Funções no nosso corpo: Suporta a produção de glóbulos vermelhos. Previne a anemia. Apoia o desenvolvimento de células nervosas e o metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.
Sintomas de Deficiência: língua vermelho ou ferida, formigamento ou dormência nos pés, ansiedade, palpitações cardíacas, depressão, problemas de memória, caspa, diminuição da coagulação do sangue, diminuição dos reflexos, dificuldade para engolir, fadiga, problemas menstruais, palidez, fraqueza, pulso fraco.
Útil para estes sintomas: Alcoolismo, aterosclerose, asma brônquica, câncer, doença celíaca, doença de Crohn, dermatite, Epstein-Barr, fadiga, leucemia, lúpus, esclerose múltipla, neuropatia, anemia perniciosa, artrite reumatóide.

# 3. Cobre

Funções no nosso organismo: Ajuda a utilizar o ferro. Reduz os danos dos radicais livres. Suporta a saúde óssea e do tecido conjuntivo. Suporta a produção de melanina. Mantém a função tireoidiana normal e as bainhas de mielina que protegem os nossos nervos.
Sintomas de Deficiência: anemia ferropriva,  vasos sanguíneos rompidos, osteoporose,  distúrbios cerebrais, LDL e HDL reduzido,  função imunológica deficiente, infecções frequentes, perda de pigmento, fraqueza, fadiga, problemas respiratórios, disfunção da tireoide, batimentos cardíacos irregulares.
Útil para esses sintomas: alergias, anemia, calvície, feridas, doenças cardíacas, HIV / AIDS, hipotireoidismo, leucemia, osteoporose, doença periodontal , artrite, úlceras estomacais.

# 4. Magnésio

Funções no nosso corpo: Promove relaxamento nervoso. Suporta a saúde dos ossos e tônus ​​muscular. Impede a tensão muscular, cãibras, espasmos e fadiga. Fortalece e formas ossos. Requerido por mais de 300 enzimas diferentes. Envolvido no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.
Os sintomas de deficiência: Alterações na função muscular e nervosa, fraqueza muscular, tremores, espasmos, arritmia, aumento da frequência cardíaca, ossos fracos, desequilíbrio de açúcar no sangue,
Útil para esses sintomas: Alcoolismo, angina do peito, asma, autismo, fadiga crônica, doença cardíaca congênita, insuficiência cardíaca congestiva, doença arterial coronariana, diabetes, eclâmpsia, epilepsia, glaucoma, ataque cardíaco, HIV / AIDS, hipertensão, hipertrigliceridemia, doença intestinal inflamatória, enxaqueca, esclerose múltipla, osteoporose, úlceras pépticas, TPM, pré-eclampsia, síndrome de Raynaud, lupus

# 5. Zinco

Funções no nosso corpo: Regulamenta os genes. Suporta a gene-transcrição ou leitura genética. Promove o equilíbrio de açúcar no sangue e as taxas metabólicas normais. Importante para o sentido do paladar e do olfato. Importante para a saúde dos glóbulos brancos e resposta imune.
Os sintomas de deficiência: falta de paladar e olfato, depressão, ansiedade, falta de apetite, insuficiência de crescimento, constipações e infecções frequentes, baixa libido, problemas de pele, fadiga, toxicidade por cobre, problemas da supra-renal, síndrome do intestino irritável
Útil para esses sintomas: Acne, alcoolismo, calvície, doença de Alzheimer, anorexia nervosa, dermatite atópica, hipertrofia prostática benigna, displasia cervical, resfriado comum, doença de Chron, diabetes, epilepsia, doença de Graves, herpes simplex, HIV / AIDS, infertilidade (masculino), doença inflamatória intestinal, gripe, degeneração macular, osteoartrite, TPM, psoríase, artrite reumatóide, dermatite seborréica, catarata senil

# 6. Fósforo

Função em nosso corpo: Apoia a formação de ossos e dentes. Ajuda a utilizar os carboidratos e gorduras. Apoiar a síntese de proteínas. Vital para a produção de moléculas de ATP utilizados para armazenar energia no corpo. Importante para as contrações musculares, função renal, saúde do coração e condução nervosa. Importante para o crescimento, manutenção e reparação de todas as células e tecidos. Essencial para a produção de ADN e ARN. Ajuda a utilizar a vitamina D, cálcio, iodo, magnésio e zinco.
Sintomas de Deficiência: Anorexia, fraqueza muscular, osteomalácia, perda de apetite, ansiedade, dor óssea, fragilidade óssea, rigidez articular, fadiga, respiração irregular, irritabilidade, dormência, fraqueza, mudança de peso
Útil para esses sintomas: pedras nos rins,  prisão de ventre, osteoporose, hiperparatiroidismo, insuficiência renal, alcoolismo, queimaduras graves, stress.

texto traduzido de: www.smartlivingnetwork.com/holistic/b/


Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam

 

A Oligoterapia, como com outros métodos holísticos, reconhece um estado intermediário chamado de "patologia funcional"

Por Erin Froehlich

Na década de 1940, como os médicos começaram a entender melhor a forma como os nossos corpos usam minerais, a Oligoterapia foi idealizada para equilibrá-los - removendo o excesso de minerais enquanto complementava eventuais deficiências. Minerais e oligoelementos, devemos entender, são necessários para o funcionamento dos processos biológicos em nossos corpos. Assim, quando há um desequilíbrio - se excesso ou deficiência - a saúde irá sofrer uma grande variedade de sintomas.  
Ainda nova, complementos oligoterápicos são mais comumente vistos dentro homeopatia, onde eles são utilizados como uma base, um meio para promover a função enzimática e uma maneira de aumentar a bio-disponibilidade dos ingredientes homeopáticos.  
No entanto, a suplementação (ou reposição de minerais) com oligoelementos ou os oligoterápicos são tratamentos úteis em seu uso isolado.  

O que é Oligoterapia?  
Para colocá-lo simplesmente, Oligoterapia é o uso de minerais iônicos e de elementos-traços na promoção da saúde.

Patologias funcionais

Enquanto a medicina alopática, ou "convencional" nos querem fazer crer que a saúde é uma questão de preto ou branco - você tem, ou você não tem (Saúde) - A Oligoterapia, como com outros métodos holísticos, reconhece um estado intermediário chamado de "patologia funcional ". 
Esse tipo de mal-estar no corpo é aquele que pode afetar a qualidade de vida de pequenas formas - "Aceitáveis" como as dores rotineiras onde somos treinados para ver como "normal" .
No entanto, esses desconfortos "aceitáveis" pode muito bem ser sinais de um desenvolvimento mais grave da doença.  
O que muitas pessoas não entendem sobre os sintomas é que eles não são a própria doença.  
Eles são o resultado de nosso corpo tentando desviá-lo.  
Eles são sinais do nosso corpo dizendo que algo está errado.  
Terapeutas holísticos sabem que ignorar esses sinais é um erro, porque, como o mal-estar avança, o corpo vai se tornar mais contundente na demonstração em sua angústia e sintomas.  
É esta evolução que o tratamento holístico, incluindo a Oligoterapia, visa prevenir.
O corpo deve manter um equilíbrio interno específico chamado de "homeostase" para funcionar corretamente.  
O rompimento da harmonia de nossa bioquímica ou dos processos enzimáticos que controlam deles irá produzir a primeira patologia e, em seguida a doença.  
Destas patologias, há quatro tipos principais que a Oligoterapia identifica e usa para fornecer o tratamento almejado - hiper-reativa, hipo-reativa, distônica e anergica

Patologia Hiper-reativa

  • Personalidade: Extrovertida, tende a  reagir em excesso.
  • Energia: Muito baixa na parte da manhã, mas que aumenta durante o dia com mais energia à noite. Muitas vezes com dificuldade em adormecer.
  • Sintoma Aparência: Os sintomas aparecem repentina e intensamente.
  • Queixas principais: Os distúrbios que são excessivos  - Reações alérgicas, asma, problemas cardiovasculares - palpitações, dor no peito, hipertensão, dermatite, gastrite, intolerâncias alimentares, artrite, problemas endócrinos.
  • Minerais importantes: Manganês e Fósforo

Patologia Hipo-reativa

  • Personalidade: introvertida, melancolia,
  • Energia: energia tende a ser menor, mas melhor na parte da manhã. Eles tendem a precisar de uma grande quantidade de sono para recuperação do esforço cotidiano.
  • Sintoma Aparência: Distúrbios progredem lentamente e com crises repetitivas, e de natureza infecciosa.
  • Queixas principais: metabolismo lento, infecções recorrentes -Bronquite, amidalite, infecção por fungos, afecções de pele - eczema, acne problemas com os dentes, calcificação óssea, mau funcionamento da glândula endócrina.
  • Minerais importantes: manganês e cobre.

Distônicos 

  • Personalidade: Extrovertido, tende a reagir excessivamente, irritado com a incapacidade de lidar com o estresse. Ansiedade extrema.
  • Energia: fadiga intensa, principalmente na parte da manhã e início da tarde. Padrão de sono é perturbado com despertar frequente.
  • Sintoma Aparência: Gástricos, Cardiovascular e doenças artríticas começam a aparecer.
  • Queixas: parestesia, neuropatia, vertigem, zumbido, hipertensão, asma não-alérgica, espasmos, síndrome do intestino irritável, úlceras, insuficiência pancreática, menopausa e osteoartrite.
  • Minerais importantes: manganês e cobalto.

Anérgica

  • Personalidade: introvertido, ansiedade e depressão suave, desinteresse.
  • Energia: fadiga intensa e crônica que não é aliviada pelo repouso.
  • Sintoma Aparência:  patologias crônicas, sistema imunológico começa a desligar.
  • Queixas: Infecções graves e crônicas - Pneumonia, Streptococcus, e sinusite crônica,  resistência aos antibióticos.
Minerais Úteis: cobre, magnésio, zinco.
traduzido de www.smartlivingnetwork.com


Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam

A Oligoterapia é amplamente reconhecida em toda a Europa como uma modalidade eficaz para o tratamento de uma infinidade de doenças.


Oligoterapia é um método para proporcionar ao corpo os íons que ele não pode sintetizar e que são indispensáveis ​​para as funções enzimáticas celulares.  
Esta modalidade terapêutica funcional exige o uso de oligoelementos, precisamente em pequenas doses, numa forma altamente biodisponível.  
Estes oligoelementos são co-fatores (participantes ativos) em uma infinidade de reações bioquímicas onde eles aceleram a velocidade dessas reações sem modificar o equilíbrio que existe e que deve reinar dentro do corpo para manter a saúde ótima.
Oligoelementos Gabriel Bertrand, um químico e biólogo francês, identificou pela primeira vez esses cofatores enzimáticos a cerca de 100 anos atrás e nomeou-os de oligoelementos. Mais tarde, o médico francês Dr. Jacques Menetrier demonstrou que os oligoelementos poderiam ser utilizados no tratamento de disfunções bioquímicas.
 

Como funciona Oligoterapia?
 
Quase todas as reações biológicas requerem enzimas (catalisadores biológicos) para que aconteçam as reações químicas que o corpo necessita para a saúde e sobrevivência.  
Muitas enzimas dependem de co-factores minerais específicos para seu funcionamento adequado.  
Estes minerais (oligoelementos) devem estar presentes em concentrações extremamente baixas, mas que são absolutamente vitais para bio-regulação.  
Estas formas biodisponíveis de minerais (oligoelementos) são rapidamente absorvidas e trabalham através da normalização da enzima e funções hormonais a fim de regular a homeostase no corpo.
Oligoterapia Somaplex  
O fornecimento destes co-fatores minerais (oligoelementos) - necessários na concentração correta - desbloqueia as vias metabólicas doentes, permitindo assim que o mecanismo de cura do corpo comece a operar.  
Os oligoelementos também pode preparar o paciente para responder mais prontamente e com maior sucesso para outras atividades (atléticas , por exemplo).
 
Os oligoelementos ionizados utilizados dentro da Oligoterapia incluem bismuto, cobalto, flúor, cobre, cromo, iodo, lítio, magnésio, manganês, molibdênio, fósforo, potássio, selênio, enxofre e zinco (assim como várias combinações).  


 Estes "Oligoelementos" (minerais), quando administrados trabalham a nível celular oferecendo a "suplementação mineral" ou "reposição mineral"  necessária para desbloquear as vias metabólicas doentes, permitindo assim que os mecanismos de cura do corpo ocorram.

Texto traduzido de https://innovativemedicine.com/oligotherapy/


Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam


 Minha forma de Detectar os oligoelementos em falta e de indicar a Suplementação nutricional de forma INDIVIDUALIZADA!!







Oligoterapia - Uma desordem funcional é uma tentativa do organismo corrigir um desequilíbrio metabólico. Para restabelecer a homeostase, o corpo requer a suplementação do(s) oligoelemento(s) em falta.


Oligos em grego significa "uma quantidade muito pequena ". Oligo-elementos ou oligoelementos são doses muito pequenas de minerais. A maioria dos minerais provenientes de metais, exceção feita para o cálcio, flúor, iodo, magnésio, fósforo, potássio, selênio, e enxofre, que são metalóides (não-metálico).
Essas 'quantidades muito pequenas de elementos' são indispensáveis ​​para a função normal do nosso metabolismo. 
Os oligoelementos são necessários como cofatores em reações enzimáticas. Eles agem como catalisadores, ativando-o, e, em seguida, produzindo uma reacção química, sem que as propriedades sejam alteradas no processo.
Manter o equilíbrio certo de oligoelementos em todo o organismo é essencial para a função enzimática CORRETA.  
Uma deficiência em qualquer oligoelemento produzir a uma perturbação funcional - um estado o corpo irá sinalizar anormalidade, embora nenhuma causa física pode ser identificada.  
Um indivíduo pode não sentir-se bem; ainda que os exames de sangue não evidenciem  nenhuma mudança substancial.  
O estado de saúde do indivíduo fica entre o desequilíbrio funcional e a patologia mórbida.  
Existe sempre um período intermediário entre a evolução de uma desordem funcional simples até chegar a uma doença estabelecida.  
Se o indivíduo não for tratado  durante o estado transitório entre a saúde e a doença, quando algo ainda pode ser feito, a doença degenerativa ou danos nos órgão irão se instalar a  seguir.
Uma desordem funcional é uma tentativa do organismo corrigir um desequilíbrio metabólico.  
Para restabelecer a homeostase, o corpo requer a suplementação do(s) oligoelemento(s) em falta.
Para entender isso melhor,  imagine alguém dirigindo um carro.  
O carro sai do controle e termina em uma vala.  
Não importa o quão duro o motorista tenta tirar o carro, ele não pode fazê-lo por conta própria. Ele chama por a ajuda. Um caminhão-reboque chega, remove o carro da vala, e coloca-o de volta na estrada.
Esta analogia é aplicada para demonstrar os efeitos sinérgicos de catalisadores (oligoelementos).  
Todas as reações químicas que acontecem nas células, anabólicas e catabólicas, são possíveis com a ajuda desses minerais.  
Suplementando o corpo com o oligoelemento em carência, novamente passam a ocorrer as reações  catalíticas e  enzimáticas do organismo, e, como consequência, a saúde e equilíbrio retornam ao sistema.
tradução de http://www.homeopathicremediesandtreatment.com/Oligotherapy-What-is-Oligotherapy.php

Qualquer outra dúvida me escreva pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ,
ou saiba mais pela página do Espaço d'Luz e Paz no Facebook 
ou pela minha página profissional no Facebook - Dra Mirhyam Conde Canto 
ou pela página sobre Oligoterapia via derme do Facebook
 ou ligue para (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858 (Vivo e Whatsapp)


Luz e Paz na sua caminhada,

Mirhyam

Valor da Análise - R$80,00(ref set/2015)