Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

30 de jan de 2013

Oligoelementos: seus aliados no emagrecimento

Você precisa de um empurrãozinho para perder medidas? 
Pense em oligoelementos!  

Como parte de uma dieta equilibrada, eles podem realmente ajudá-lo a se livrar de seus quilinhos a mais, graças às suas diversas ações no organismo.  

Oligoelementos emagrecimento Os micronutrientes ( oligoelementos) são os minerais presentes em quantidades muito pequenas no corpo.
Embora eles apareçam em doses muito baixas são muito importantes para o seu bom funcionamento.
Entre os oligoelementos, estão o ferro, o iodo, o zinco, o cobre, o selênio, o manganês, o magnésio e  o flúor.

Suas ações no contexto de um regime

Se você quer perder peso, você precisa se movimentar mais e reduzir significativamente a sua ingestão diária de calorias.

 Mas, para manter a forma, você deve prestar atenção especial à qualidade de sua alimentação.
Os oligoelementos são essenciais para manter a forma e também podem dar um verdadeiro impulso na sua dieta.
De acordo com Isabelle Lauras, nutricionista, "Alguns oligoelementos são, portanto, especialmente recomendados para as mulheres que querem perder peso.
Além disso, a deficiência de oligoelementos pode levar à resistência à perda de peso e causar um efeito rebote, ou seja, ou seja, o peso é recuperado após a dieta.
  • O magnésio:
Primeiro, vamos lutar de forma eficaz contra o estresse e cansaço , o inimigo n º 1 da dieta! " O efeito do estresse provoca a ingestão de lanches e comidas "não-saudáveis" fora de hora e assim ... o ganha-se peso!  
Você vai encontrar magnésio em leguminosas, banana ou chocolate amargo. Mas, estes alimentos são postos de lado em uma dieta, então será melhor suplementar o organismo através da aplicação de gel contendo esse oligoelemento na pele, diariamente!
  • O potássio é também encontrado em quantidades úteis em peixes, espinafres, bananas ou tomates.
  • O Zinco está envolvido no metabolismo energético (incluindo lipídios) e também ajuda a evitar a perda muscular. Os alimentos ricos em zinco incluem ostras, mariscos ou germe de trigo. Devido às baixas calorias dessem alimentos, você pode fazer uso deles em todas as refeições!
  • O cromo também é um aliado da sua dieta. "Isso ajuda realmente a regular o açúcar no sangue e secreção de insulina. Ele ajuda a evitar a vontade de comer guloseimas e outros devido a hipoglicemia reativa. Você irá encontrar cromo numa quantidade de interesse no germe de trigo, mas também nos grãos verdes ou brócolis. Portanto, não se esqueça de comer legumes!
  • Por fim, não se esqueçam do cálcio ! "Durante a perda de peso, esse oligoelemento evita a descalcificação óssea." O consumo diário de produtos lácteos (iogurte lights ou diets por exemplo) é essencial.
 copiado de http://www.oligomed.com/ 

Oligoelementos - interessantes para qualquer idade!!!


Indispensável para qualquer idade da vida, cada oligoelemento tem suas próprias virtudes.
Dependendo da idade, sexo e condição, as necessidades podem variar.
Todo mundo sabe que as crianças e adolescentes têm necessidades nutricionais específicas, devido ao seu crescimento, mas também o desenvolvimento de sua atividade física e intelectual.
Para prevenir a deficiência, suplementação de micronutrientes é freqüentemente recomendada.
Na idade adulta, os déficits em oligoelementos podem ser responsáveis ​​por quedas de forma, perda de tônus, falta de concentração, stress, envelhecimento prematuro.
Na maioria das vezes, estas doenças são transitórias, mas podem, por vezes, iniciarem algumas doenças cardiovasculares e desordens do sistema imunológico.

Para lutar eficazmente contra a passagem do tempo, é necessário ser saudável.
Precisamos ter uma dieta suplementada (já que nem sempre é equilibrada ou variada) com uma contribuição de oligoelementos (na minha forma de indicação - essa suplementação será via derme !! - adendo Dra Mirhyam) .
Isso vai ajudar a preencher as lacunas nutricionais e trazer benefícios na pele, órgãos, bem-estar e saúde em geral.

A necessidade de oligoelementos vai aumentar entre os mais velhos já que o próprio metabolismo encontra-se fisiologicamente mais enfraquecido e dessa maneira não consegue absorver de forma adequada os oligoelementos ingeridos através da alimentação.

http://www.oligomed.com/ 

OLigoterapia - A Medicina Funcional e PREVENTIVA!!!

 As causas mais freqüentes das carências minerais no metabolismo são o stress, a poluição sonora e ambiental, a alimentação desequilibrada, falta de lazer, excesso de responsabilidades e a pouca importância (culturalmente falando) em preservar a saúde em seu aspecto global: física, mental, energética e por que não dizer, também espiritual.

Na questão dos alimentos, as culturas intensivas, que proporcionam as adubações químicas, são as principais causadoras das carências de sais minerais nos vegetais que comemos, assim como das carnes que não nos fornecem certos elementos porque, por sua vez o gado não teve matéria para os sintetizar.

O que acontece em nosso metabolismo é que determinado oligoelemento está ausente, ou seja, EXISTE a sua carência, o que impede que o determinado órgão desempenhe a sua função, alterando assim o equilíbrio do estado de saúde. 

Para auxiliar na recuperação do estado de saúde, podemos e devemos recorrer aos oligoelementos que são sais minerais, em doses infinitesimais como cobre, ferro, iodo, cobalto, magnésio, manganês, etc., que nessas diluições assemelham-se ao estado natural dos elementos no organismo e quando introduzidos através das aplicações tópicas do gel individualizado, vão desencadear as reações que permitem o restabelecimento do metabolismo.

A grande vantagem dos oligoelementos reside na dosagem infinitesimal, que os coloca ao abrigo do perigo de toxicidade. São absorvidos pela pele e pela linfa são levados diretamente ao circuito sanguíneo, que os conduz ao local da carencia onde se fixam e desempenham sua importante função.

Estatísticas européias e nomeadamente portuguesas obtidas na medicina do trabalho em grandes empresas, indicam que 70% das causas de baixa por doença são de origem funcional e os restantes 30% são doenças por lesão que evidentemente continuam sendo funcionais, visto que tal está na sua origem.

A Oligoterapia tal como a conhecemos neste momento é essencialmente preventiva sendo muito embora em certos casos também curativa.

Ela é também complementar das outras terapêuticas sejam alopática, homeopática ou outras.
Assim, por exemplo, se ao administrar um antibiótico for também indicada uma associação de Cobre-Ouro-Prata, o metabolismo reagirá mais rapidamente e a dose de antibiótico necessária será menor e por menos tempo; porque foram estimuladas as defesas orgânicas naturais.


texto copiado de http://www.nutriscience.com.br
adaptado por Mirhyam

28 de jan de 2013

Carências minerais

BiochemistryHoje, as carências dos micronutrientes são comuns.  
Isso se deve, em primeiro lugar:

 -  a uma ingestão inadequada devido aos hábitos alimentares modernos (maior consumo de carne e menor consumo de frutas frescas e vegetais), 

- a "pobreza  nutricional" dos alimentos refinados , a colheita de frutos imaturos, o esgotamento dos solos, etc.  
Em segundo lugar :
- como consequência de uma falha na absorção dos nutrientes devido à idade avançada, a distúrbios digestivos, ao estresse ou ingestão de drogas que inibem a assimilação dos oligoelementos.  
Vários tipos de poluição (do ar, da água, agrícola, industrial, utilização deconservantes, estabilizantes, amálgamas dentárias, ...) produzem inativação dos oligoelementos.  
Pode haver também a remoção excessiva dos oligoelementos devido ao stress (físico e mental) e acidose tecido tóxico.  
E há situações em que há uma necessidade crescente de oligoelementos, como é o caso das mulheres grávidas, crianças em crescimento, atletas, doentes e convalescentes, e em que temos que ter mais cuidado, a fim de evitar a carência.
Como resultado, verificou-se um declínio geral na função de um órgão (fadiga, fraqueza, falta de dinamismo ...), seguido pelo aparecimento de distúrbios funcionais causadas por mau funcionamento de células e, a longo prazo, o resultado destas desordens em muitas doenças graves . 
Esta sequência de eventos está relacionada com o desenvolvimento das chamadas "doenças da civilização": câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, reumatismo, alergias ...
Assim a oligoterapia é um método terapêutico que envolve a administração de oligoelementos vestigiais necessários para o bom funcionamento das células.  
Há três escolas principais: 
- Oligoterapia reativa, com base em diáteses definidos por Menetrier; 
- Oligoterapia farmacológica, que fornece minerais em altas doses (com o risco de causar alguns desequilíbrios); e a  
- Oligoterapia bionutricional que consiste na contribuição de todos os oligoelementos que o corpo necessita em doses fisiológicas, que podem restaurar a integridade bioquímica da pessoa e, conseqüentemente, restaurar o equilíbrio biológico.
**** A Oligoterapia não exclui nem substitui qualquer assistência médica ou farmacológica.

texto copiado de http://www.naturholistica.com/us/2011-10-24-16-22-56-holistic-naturopathy/the-oligotherapy-2
tradução livre de Mirhyam Conde Canto 

6 de jan de 2013

OLIGOELEMENTOS E SUA RELAÇÃO COM A BELEZA

tabela-periodica-peq
Oligoelementos são minerais encontrados em pequenas quantidades (traços) no organismo humano. 
A necessidade requerida por ele não ultrapassa 1OO mg/ dia.

Os principais oligoelementos essenciais são o ferro, zinco, cobre, cromo, cobalto, iodo, selênio, manganês e molibdênio.

Igualmente importantes são os macroelementos: substâncias cujas necessidades diárias do organismo vão além de 1OOmg.

Os macroelementos mais importantes são o cálcio, magnésio, enxofre, fósforo, cloro, sódio e potássio.

Fontes
Estes minerais são obtidos através da nossa nutrição, incluindo alimentos corno leite, carne, frutos do mar (especialmente crustáceos), grãos, farinhas e frutas.

Funções
Os oligoelementos integram os sistemas enzimáticos fazendo parte essencial da estrutura das próprias enzimas e de suas reações.
Durante todo o dia podemos dizer que as enzimas são “consumidas” nos diversos processos bioquímicos necessários às nossas funções orgânicas. 

Fatores corno estresse, calor, poluição “consomem” intensamente estes minerais, pois nosso organismo os utiliza nas reações de adaptação e defesa.

A pele, como barreira entre nosso corpo e o meio ambiente, pode ser levada a um processo de fragilização e consequente envelhecimento precoce.

Manganês e Cobalto (MnCo): Combatem o envelhecimento através de várias ações: neurovegetativa, circulatória (edemas, rosácea).

Manganês e Cobre (MnCu): São recomendados para o tratamento das disfunções retículo endoteliais (tecido conjuntivo), acne, obesidade e celulite.

Potássio (K): Em oposição ao sódio, exerce papel importante na regulação do teor de água no organismo.

Selênio (Se): É competente essencial da Glutationa Perioxidade, enzima anti-oxidante que protege a pele contra o estresse oxidativo ambiental.

Silício (Si): Necessário à formação do tecido conjuntivo; em particular na fabricação do colágeno e das proteoglicanas da matriz da derme. Sua concentração diminui com a idade, especialmente na pele, levando ao surgimento de linhas e rugas.

Zinco (Zn): A ação reguladora Zn sobre a secreção sebácea foi comprovada tanto em animais quanto em humanos.

Ferro (Fe): É essencial para o transporte de oxigênio às células e eliminação do dióxido de carbono (C02), possibilitando a respiração celular.

Fósforo (P): Exerce papel estrutural nas células; especialmente nos fosfolipídeos, constituintes das membranas celulares e vitais para proteção da pele.

Magnésio (Mg): Está Intimamente ligado às reações biológiças da derme e é o mineral mais importante no combate à fadiga e ao stress. É essencial para o aspecto de viço da pele.

Cálcio (Ca): É indispensável às numerosas funções celulares e primordial na função de permeabilidade da membrana das células, controlando a entrada dos nutrientes.

Cobre (Cu): Atua sobre a superóxido dismutase (SOD) – enzima antioxidante presente também na pele, favorecendo a redução de radicais livres.



TEXTO copiado de http://blogdabeleza.com.br/mr/?p=537  - de  Maria Rita P L Resende


DESEJA REPOR TODOS ESSES MINERAIS DE FORMA SIMPLES E EFICAZ???

ATRAVÉS DA OLIGOTERAPIA VIA DERME (SUPLEMENTO DE OLIGOELEMENTOS MINERAIS EM GEL PARA SER APLICADO NOS PULSOS DIARIAMENTE) VOCÊ PODE SUPRIR A CARÊNCIA DESSES MINERAIS TÃO IMPORTANTES!!

MAIS INFORMAÇÕES entre em contato pelo e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br