Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

10 de abr de 2012

Dê fim às doenças da pele com a ajuda da oligoterapia


A carência de minerais, como manganês, cobre, zinco, enxofre, selênio e silício nos seres humanos pode causar doenças sérias. Foto: Shutterstock/Terra

A carência de minerais, como manganês, cobre, zinco, enxofre, selênio e silício nos seres humanos pode causar doenças sérias
Foto: Shutterstock/Terra



Se você só ouviu falar das propriedades do enxofre, do selênio e do silício no colégio, quando teve que decorar a tabela periódica, provavelmente não deve ter ideia de que a falta desses elementos químicos no organismo podem comprometer a saúde da pele.

Sim, a carência destes e de outros minerais (como manganês, cobre, zinco) nos seres humanos pode causar doenças sérias, isto porque eles agem diretamente no organismo, ajudando a mantê-lo em bom funcionamento.

Reposição de minerais
"A oligoterapia é a forma de suprir as deficiências minerais, que causam vários problemas de saúde. Esta reposição de minerais é feita através de oligoelementos catalisadores que reativam o metabolismo de defesa do organismo, levando o próprio organismo a reagir de forma correta frente às variadas formas de agressões fisiológicas", esclarece Mirhyam Conde Canto, terapeuta holística.

Já que o princípio deste tratamento é olhar para a pessoa doente como um todo (e não apenas da doença), a oligoterapia visa restaurar o equilíbrio do metabolismo. Para tanto, aumenta as defesas naturais do organismo, a fim de que ele possa começar a se defender. Isto quer dizer, segundo Mirhyam, que o método age diretamente no nível celular suprindo as necessidades orgânicas de cada indivíduo e, por acréscimo, cuida dos sintomas das doenças.

"Começamos, de maneira geral, melhorando a qualidade de vida e nutrição. Assim, quando o indivíduo já está equilibrado nos âmbitos físico, emocional, mental e ambiental, ele consegue reagir sozinho às agressões do meio ambiente, sejam elas de qualquer origem".

Para a saúde da pele especificamente, são utilizados elementos como:

Enxofre (S): promove a eliminação de toxinas, dessensibilizante das manifestações alérgicas e doenças de pele.

Selênio (Se): ideal para reidratar a pele e as mucosas, age como cicatrizante e regulador endócrino. Além disso, tem função antisséptica, ação antiacne, antioxidante e contribui com as defesas do organismo contra os efeitos da velhice.

Silício (Si): melhora as articulações e os tecidos moles, reidrata a pele e as mucosas, também influencia atua no bom funcionamento da próstata.

De acordo com a doutora Jozian Quental, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o tratamento não tem contraindicação, pois é totalmente natural. "Só não costumamos fazer em grávidas, pois elas estão em um estágio diferente de hormônios", comenta.

Como funciona?
A reposição de minerais é feita através de oligoelementos catalisadores que reativam o metabolismo de defesa do organismo, levando o próprio organismo a reagir de forma correta frente às variadas formas de agressões fisiológicas.

Segundo Jozian, há diversas maneiras de se fazer o tratamento, entre elas: "é possível a recomendação de cremes ou de gotas sublinguais, mas antes é necessário que a pessoa passe por uma avaliação, pois o tratamento só será realizado após o preenchimento de um questionário e de um levantamento criterioso a ser feito pelo dermatologista com o paciente."

Mirhyam Canto ressalta ainda que, em geral, os tratamentos funcionam da seguinte maneira: "Para suprir as carências, os oligoelementos são colocados em um gel neutro, que deve ser aplicado diariamente na pele, na região do antebraço ou pulso. O gel cai diretamente na corrente sanguínea e não interfere com nenhum remédio que o cliente já utilize, porque as doses são infinitesimais e não provocam efeitos colaterais. Além disso, semanalmente deve-se fazer a aplicação seguida de ionização no consultório. E, em pouco tempo, sintomas de cansaço, stress, depressão, irritabilidade, fraqueza e perda de memória, desaparecerão."

De acordo com a terapeuta, os tratamentos feitos à base de oligoelementos são personalizados observando as necessidades da pessoa que o utiliza, mas em geral, há um acompanhamento por três meses. Sendo que os sinais de melhora costumam aparecer antes. "O aumento da disposição e ânimo, aumento da libido, melhora do sono e da performance física aparecem nas primeiras semanas de tratamento.", conclui.

Agência Hélice,
Especial para o Terra

Nenhum comentário: