Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

12 de set de 2011

Dieta dos pensamentos


Você já reparou no que mais lhe incomoda?
Se prestar atenção, vai perceber que a maioria está relacionada com emoções negativas que carregamos dentro de nós e nem nos damos conta.

Guardamos muitos sentimentos "pesados" e, por essa razão, acabamos tornando a nossa própria vida difícil de carregar.
"Se guardássemos sentimentos da mesma forma com que guardamos fotografias, com certeza o mundo seria bem melhor e a nossa vida mais leve e prazerosa!!"

"Exceto os profissionais da perícia, quem, em sã consciência, guardaria recordações de um mau momento?
De uma enfermidade ou situação dolorosa?"


Por essa razão, devemos nos fazer essa pergunta freqüentemente:
"Por que guardamos em nosso coração sentimentos ruins, como mágoa, rancor, inveja e outros???"

Assim como no plano físico, esses "alimentos" emocionais são considerados impróprios para consumo, mas vivemos nos empanturrando deles.
Por isso, que tal começarmos a nos "alimentarmos" de forma verdadeiramente mais leve?
"Fazermos uma bela faxina em nossas emoções, com certen za aliviará o peso que carregamos (em todos os sentidos)".

Vamos jogar fora mágoas, ressentimentos, julgamentos.
Vamos respirar fundo e na expiração retirarmos de dentro de nós tudo o que não for bom, belo e prazeroso.

Sugero uma "tarefa": faça uma redação, não importa a quantidade de linhas ou se o seu português estará correto, o que realmente irá importar é a sinceridade em abrir o seu coração e colocar no papel todos os conflitos que lhe afligem.
Não se preocupe, ninguém irá ler o que você escrever, além de você mesmo, mas, experimente, escreva o que não pode ou consegue dizer.
Quando terminar, queime a folha e sinta que o fogo desse momento também transforma em cinzas tudo aquilo que apertava o seu peito.
Nesse momento, queimando essas ‘calorias', com certeza você se sentirá mais leve!

Depois de tudo limpo, arejado, seu único trabalho será manter o local em ordem e com bastante claridade.
Isso requer disciplina, a troca constante das expectativas por outras cada vez melhores, a abertura das janelas para que novos sonhos e projetos possam entrar e a manutenção da porta para que ela esteja sempre aberta para que, nessa "casa", a alegria, a felicidade e a esperança possam morar!

Esse pode ser o seu projeto de Primavera, de uma vida nova , uma Dieta de Pensamentos, para que a vida seja bem mais LEVE !!!

E, se você ainda sente alguma "dor" ou carrega algum "fardo", confira o texto de Maurício Santini...
Com certeza, você vai ver o mundo a sua volta com outros olhos...

"Sofre de reumatismo,
Quem se destina aos escombros da tristeza.

Quem vive tropeçando no egoísmo,
Sofre de artrite.

Sofre de bursite,
Quem jamais abre mão,
Quem sempre aponta os defeitos dos outros,
Quem nunca oferece uma rosa,
Quem não oferta seu ombro amigo,
Quem retesa permanentemente os músculos,
Quem cuida, excessivamente, das questões alheias.

Sofre da coluna,
Quem nunca se curva diante da vida,
Quem carrega o mundo nas costas,
Quem não anda com retidão.

Sofre dos rins,
Quem tem medo de enfrentar problemas,
Quem não filtra seus ideais,
Quem não separa o joio do trigo.

Sofre de gastrite,
Quem vive de paixões avassaladoras,
Quem costuma agir na emoção,
Quem reage somente com impulsos,
Quem sempre chora o leite derramado.

Sofre de prisão de ventre,
Quem aprisiona seus sentidos,
Quem detém suas mágoas,
Quem endurece em demasia.

Sofre dos pulmões,
Quem se intoxica de raiva e de ódio,
Quem sufoca, permanentemente, os outros,
Quem não respira, aliviado, pelo dever cumprido,
Quem não muda de ares,
Quem não expele os maus fluidos.

Sofre do coração,
Quem guarda ressentimentos,
Quem vive do passado,
Quem não segue as batidas do tempo,
Quem não se ama e, portanto, não tem coração para amar alguém.

Sofre da garganta,
Quem fala mal dos outros,
Quem vocifera,
Quem não solta o verbo,
Quem repudia,
Quem omite,
Quem usa sua espada afiada para ferir outrem,
Quem subjuga,
Quem reclama o tempo todo,
Quem não fala com Deus.

Sofre do ouvido,
Quem prejulga os atos dos outros,
Quem não se escuta,
Quem costuma escutar a conversa dos outros,
Quem ensurdece ao chamado divino.

Sofre dos olhos,
Quem não se enxerga,
Quem distorce os fatos,
Quem não amplia sua visão,
Quem vê tudo em duplo sentido,
Quem não quer ver.

Sofre de distúrbios da mente,
Quem mente para si mesmo,
Quem não tem o mínimo de lucidez,
Quem preza a inconsciência,
Quem menospreza a intuição,
Quem não vigia seus pensamentos,
Quem não se volta para o Universo,
Quem vive no mundo da lua,
Quem não pensa na vida,
Quem vive sonhando,
Quem se ilude,
Quem alimenta a ilusão dos outros,
Quem mascara a realidade,
Quem não areja a cabeça,
Quem tem cabeça de vento.

Causa e efeito.
Ação e reação.
Tudo está intrinsecamente ligado.
Tudo se conecta o tempo todo.

E, assim, sucessivamente, passam os anos sem que o ser humano conheça a si mesmo. 
Somos, certamente, o maior amor das nossas vidas! 
Assim como o nosso maior inimigo é aquele que está oculto e que habita, inexoravelmente, no interior de nós mesmos".

Nenhum comentário: