Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

21 de jun de 2011

Manganês-Cobalto - Como esse composto de minerais pode ajudar sua saúde!


O corpo humano responde a todo estímulo externo, sempre se adaptando e buscando um estado de equilíbrio.
Quando a reação ao estímulo externo se mantém sem chegar ao equilíbrio, ocorre o sintoma ou disfunção.
Qualquer anormalidade nos mecanismos de defesa ou do equilíbrio metabólico provoca uma reação e uma disfunção, que pode lesar todo o organismo ou parte dele.
Nesse nosso terceiro texto sobre minerais saberemos identificar a carência de dois oligoelementos importantes: o manganês associado ao cobalto.
Você poderá saber se possui carência desses oligoelementos ao ler os sintomas provocados por essa falta!

Sintomas

Se você é um adulto na faixa dos 40 anos ou mais, existem quatro sinais que deve atentar para que, invariavelmente, perceba que possui essa deficiência mineral:

- Em primeiro lugar, levanta-se cansado e permanece cansado durante todo o dia, ainda que melhore a noite. Antes das refeições também se sente cansado ou com sensação de vazio;
- Ocorrem cada vez com mais frequência períodos de ansiedade, desânimo, hiperemotividade ou angústia, um sentimento crescente de sentir-se "velho". Não é idoso, pois está na faixa etária entre 40 e 50 anos, mas sente que está perdendo a memória rapidamente;
- A qualidade do sono também pode piorar e, assim, encontramos o paciente que pode começar a sofrer de insônia, ou a despertar no meio da madrugada ou que despentam excessivamente cedo;
- E, finalmente no nível físico, acontece o aparecimento de transtornos de origem gastrintestinal, cardiovascular e reumatológico.
Essas quatro características definem o indivíduo que está na diátese III (da ansiedade), que atinge a faixa etária após os 40 anos, onde ele percebe que não é mais como antes - no que se diz respeito ao declínio da sua qualidade de vida.

Aspecto emocional

Psicologicamente nervoso, emotivo, depressivo ou melancólico, e ansioso.
Com diminuição do entusiasmo, ânimo, desejo sexual e alteração do sono (ou da qualidade deste).
A perda da memória se acelera e a concentração é nitidamente diminuída.
Aparecem distúrbios emocionais mais profundos como hiperemotividade, angústia, sensações de euforia seguida de apatia.
A Síndrome do Pânico também pode ocorrer.
Neste caso, a pessoa sente-se como se houvesse envelhecido subitamente e que a sua qualidade de vida piorou.

Sintomas físicos
Quanto ao nível circulatório, nota-se uma debilidade nas pernas, assim como o aparecimento de inchaço dos membros inferiores, peso, varizes, flebites, câimbras ou outros problemas circulatórios como hemorroidas, vertigens, zumbidos, alterações da pressão arterial, hipertensão, taquicardia de origem nervosa, doenças cardiocirculatórias, etc.
No sistema digestório observa-se vários distúrbios: úlceras, colites, inchaço abdominal, cólicas, diabetes, aumento de colesterol.
Acontece também a diminuição das funções corporais de eliminação, cálculos renais, gota, oligúria, uremia, etc.
Há ainda problemas de pele, como urticárias e eczemas crônicos.
Pode haver impotência e falta de desejo sexual - geralmente quando associado ao cansaço e às alterações nervosas -, distúrbios hormonais da menopausa.
Artroses e artrites costumam evoluir de modo deformante e doloroso.
Cefaléias (geralmente no osso occipital, na região da nuca) e enxaquecas.

Tratamento
São indicados para este indivíduo os oligoelementos do composto manganês-cobalto (Mn-Co), que deverá ser administrado por no mínimo três meses para, depois, avaliar a melhora.
Segundo as particularidades de cada cliente, as carências detectadas pelo exame radiestésico, serão adicionadas na forma de oligoelementos complementares, necessários ao indivíduo.

Nenhum comentário: