Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

25 de out de 2010

A Energia de Cura da Arruda


por Rosangela Vecchi Bittar CRT 42435

A arruda é uma planta originária da região mediterrânea da Europa e Ásia Menor, da família das rutáceas, tem odor forte, de nome botânico Ruta graveolens. Vulgarmente designada erva-das-bruxas, também é conhecida por ruta ou ruda. Num contexto popular, a ela são atribuídas muitas virtudes mágicas, acreditando-se que seja capaz de afastar o mau-olhado, atrair a sorte e tirar quebranto de recém-nascidos.

Plínio considerou a arruda um dos mais importantes medicamentos sendo antídoto poderoso contra picadas de insetos como aranhas, vespas, escorpiões, serpentes e recomendava o uso do suco mesclado com vinho em pequenas doses.
Durante a Idade Média era cultivada nos claustros dos conventos por ser considerada anti-afrodisíaca. Também na Inglaterra desta época, era considerada como proteção poderosa contra as feiticeiras e, nos tribunais ingleses do século XVII eram colocados ramos de arruda nos bancos dos tribunais para evitar “doenças de cadeira”.

Sua fama de proteger de problemas sobrenaturais remonta a Grécia antiga.
As matronas gregas usavam galhos nas mãos para proteger de doenças contagiosas e realização de desejos, protege de magia negra e obsessões espirituais.
É comum em alguns lugares vermos pessoas utilizando um galho de arruda atrás da orelha como proteção do olho grande ou mesmo benzedeiras fazer suas rezas usando esta planta.

Na aromaterapia é indicada para pessoas que se sentem física e emocionalmente debilitadas.
De uma forma geral, a ação desta planta permite reduzir as inflamações e aliviar qualquer dor e, tal como todos os medicamentos homeopáticos, permitir o bem-estar do organismo.
O remédio obtido da Ruta graveolens, seu nome em latim, emprega-se em lesões do revestimento ósseo, que provocam profunda dor, reumatismo, problemas dos tendões, edemas dolorosos e ciática.
Também se receita para o esforço visual, assim como para as dores de cabeça, derivadas desse mesmo esforço.
A fraqueza no peito e as dificuldades respiratórias melhoram igualmente.

De uma forma mais específica, como planta medicinal, a arruda é indicada no tratamento das seguintes condições:

Menstruação - a arruda foi receitada desde os tempos do Antigo Egito e Grécia Antiga para provocar abortos, contrai o útero e estimula a menstruação, indicada para amenorréia. Portanto, não é indicada para mulheres grávidas.

Moléstias musculares - o quadro clássico de sintomas deste remédio é o dos problemas do tecido conjuntivo com acentuada rigidez e dor muscular, frequentemente devido a distensões, esforço exagerado ou lesão.
A dor é caracteristicamente angustiante, opressiva, envolvendo ânsia e inquietação.
Receita-se o remédio para lesões de repetidas entorses.

Tratamento ocular - trata a tensão ocular, quando os músculos enfraquecem, acompanhada de dor ardente. Fortalece os vasos capilares.
Antigamente, a planta era muito usada medicinalmente para fortalecer a visão.

Tratamento de ouvido - Também utilizada na medicina popular como remédio para afecções do ouvido.

Moléstias articulares - prescreve-se o remédio para tratar artrite crônica, a rigidez e dor da parte interior da coluna e ciática.

Emoções – age centrando, dando segurança, tranqüiliza, combate ansiedade e pânico.

Pele - Combate os piolhos e é um bom repelente de insetos.

Uso espiritual – excelente para limpeza e proteção contra energias densas que causam desconforto.
Tomar banho com a erva amassada com as mãos (cinco galhos das folhas), utilizar dois litros de água, fazer a infusão, coar e tomar o banho do pescoço para baixo, pensando sempre positivamente.

Como Essência Floral, temos no Sistema Californiano o Rue, que é uma essência fora do kit profissional, de flores amarelas, sua flor possue cinco pétalas.
Recompõe a aura, expulsa a negatividade, indicado para personalidade submissa tipo Centaury do Sistema Bach.
Fortalece o “eu”, para pessoas detalhistas, eficientes, que se acidentam com facilidade, combate a ansiedade, depressão, fortalece a auto-estima, individualidade, segurança interior; auxilia na clareza da visão das questões para tomada de decisão consciente.

No Sistema Floral de Minas também temos a Essência Floral Ruta é indicada para pessoas tímidas, subservientes, com vontade fraca, influenciáveis, assim, fortalece a individualidade daqueles que a tomam.

Muitas pessoas não gostam da Arruda por causa do cheiro, mas eu particularmente, acho uma das ervas sagradas que beneficiam a humanidade desde os tempos remotos.
Harmoniza e protege no âmbito espiritual, sobre a circunstância de uma mordida de inseto tipo marimbondo, abelhas, em dores de ouvido, e como floral.
Acho excelente para tomar sua essência floral seja na forma convencional sob gotas sublingual sozinho ou num composto floral indicado ao indivíduo tratado; em sprays ambientais, ou até usando gotinhas do floral no banho.
A arruda é excelente.

Não tenha preconceito com esta benção da natureza! 
Ela existe para nos ajudar! 
Então a use.

Rosangela Vecchi Bittar
Terapeuta Especialista pela Universidade Federal de Pernambuco
Pesquisadora com Terapia Floral - Mestre em Reiki
Aromaterapeuta - Cromoterapeuta
Coordenadora das Práticas Integrativas e Complementares da
Associação Brasileira de Alzheimer ABRAz– Regional Pernambuco.
Terapeuta Floral Voluntária da Oncologia do Hospital das Clínicas da UFPE
Atendimento em Recife
Aceito convite para Cursos e Palestras E-mail rosangela.bittar@globo.com
Contato: (81)8843-0584 begin_of_the_skype_highlighting              (81)8843-0584     


  Copiado do blog Praticas Complementares a Saude

Nenhum comentário: