Um pouco sobre mim...

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...

24 de mar de 2010

Seus desejos-Três etapas simples para você conseguir o que deseja... Meu post no site da Ana Maria


24.03.2010

Seus desejos

Já teve dificuldades para alcançar seus objetivos?

Quando você olha para uma lista de seus objetivos, você se sente como se estivesse olhando para uma missão impossível ou sente-se frustrado por não conseguir realizá-los?

Acalme seu coração.
Porque hoje você está recebendo algo muito, muito melhor.
Algo que lhe dará prazer e diversão, em vez de sobrecarregá-lo com os "deveria... mas... não consegui...".

Hoje a proposta é livrar-se dessas cargas tão pesadas.

E o melhor de tudo, existem apenas três etapas fáceis para mudar essa situação e as duas primeiras são totalmente opcionais!

1ª Etapa: Reavaliando posições

Liste seus objetivos e sonhos que não se realizaram rememorando cada fase de sua vida.

É um pouco doloroso, não é?
Mas você pode fazê-lo!
Esse sentimento de fracasso ou inadequação que aparece também faz parte do autoconhecimento...
Essa sensação desagradável é porque algumas pessoas só pensam seus objetivos e não admitem qualquer mudança nesses planos (ou metas) que se impuseram tão duramente.

Se isso acontece com você, então o medo de soltar as rédeas, de encarar sua vida de forma mais solta e o medo de admitir que ocorrem mudanças normais e imprevisíveis, que cada fase possui prioridades diferentes, não lhe deixará realizar a listagem proposta pela 1ª etapa...

Quem sabe um outro dia...
Afinal, esse passo é seu e inteiramente opcional.

Mas se conseguir encarar o que considera fracasso (mas que pode ser considerado "acréscimo de sabedoria baseado em erros") e fazer uma lista desses sonhos frustrados, será uma boa estratégia para você nesse momento.
Escreveu tudo?
Foi muito doído?
Ainda dói?
Essa atitude concentrou seu pensamento, esforço e coragem.
Parabéns!!!

2ª Etapa: Aliviando o peso

Agora, coloque-se somente como leitor (sem sonhos ou expectativas ou culpas).
Releia impassível cada item e... analise que:

O passado passou - então, diga adeus a ele.
Liberte-se de todas essas culpas, expectativas e metas...
Conseguiu?
Bom.
Manuseie essa lista...
Encare-a.
Você não precisa das vibrações de frustração ou culpa que emana desse papel.
Respire fundo e solte todos esses sentimentos.
Em seguida, destrua esse papel, da forma que quiser, faça conforme lhe dê mais prazer: rasgue em pedaços minúsculos, jogue no lixo, enterre ou queime.
Sinta-se livre para inventar seu modo único de destruição.
Coloque emoção nessa atitude!
Imagine efeitos especiais, como fumaça, fogo, raios e trovões.
Para dar um efeito adicional, coloque um fundo musical.
Em qualquer caso, permitir-se uma risada maligna ou cruel.
Pronto, você está livre.
Chocante, não é?
Alguma vez você já fez algo tão destrutivo em sua vida?
Não?
A maioria das pessoas também não.
Está mais leve, não está?
Precisamos usar o que temos de melhor, a emoção, a intuição, o poder de criação e re-criação de nós mesmos.
Tudo o que precisamos fazer é deixá-lo emergir.

3ª Etapa: A parte mais divertida!

Você está começando um processo muito melhor hoje.
Descobrindo-se pleno e merecedor de tudo o que há de bom.
E aqui e agora, deixe que os seus desejos apareçam...
Sim.
Seus desejos.
Os antigos, que ficaram na infância e juventude, os atuais, não importa, você merece e pode obter cada um.
O que quer?
O que faz você feliz?
O que lhe agrada?

A palavra "desejo" desprende uma aura deliciosa, quente e sensual.
Escrever os seus desejos pode ser infinitamente mais agradável e motivador do que fazer lista de objetivos ou, pior ainda, resoluções.
Agora pegue uma caneta e papel.
Anote os seus desejos.
Tudo o que você deseja.
Quer algo totalmente extravagante?
Anote na lista!
Algo pequeno?
De médio porte?
Anote-os, também.
O tamanho não importa.
Grande, médio, pequeno, ultrajante...
Se você deseja-os, comprometa-se por escrito.
Estes são os seus desejos.
Divirta-se com isso.
Deixe sua imaginação voar.
O que lhe agradaria?
Não é o que iria agradar seus filhos, sua mãe, seu patrão, o seu gato, o cão ou sei lá.

Isto é sobre o que lhe agrada.
Seus desejos dizem tudo sobre você.
Se você (assim como todo mundo) não possui super-poderes, pode descobrir que o simples fato de focar em seus desejos lhe traz mais energia e diversão.

É divertido perseguir os seus desejos, se você der pequenos passos ou grandes saltos em direção a eles.
É divertido ir em busca, tomar a atitude de comandar os seus passos, de chegar cada vez mais perto da conquista de seus desejos.
Delicie-se com isso, revele-se nos mesmos, brinque com eles, beije, aperte, ria, sorrir, suporte, mantenha a atitude de quem merece ser feliz.
Saboreie a sensação deliciosa desse momento.
Seu prazer é a sua recompensa!
É divertido continuar a adicionar outros sonhos à sua lista de desejos.
Isso é importante, especialmente se para você for novidade esse modo de pensar.
Basta lembrar: seu desejo diz tudo sobre você e o que lhe faz feliz.
Quando você está feliz, então a sua felicidade irradia para as pessoas que mais importam na sua vida.
Isso os ajuda a serem mais felizes também.

Dê um virada em sua vida!
E saiba que concentrar-se em seus desejos faz toda a diferença em sua qualidade de vida!

Comece hoje mesmo!!!

Agradecimento - A terapeuta holística Mirhyam Conde Canto escreve periodicamente no site da Ana Maria Braga. E você também pode entrar em contato com ela, por meio dos blogs www.mirhyamcanto.blogspot.com e www.espacodluzepaz.blogspot.com e e-mail mailto:mirhyamcanto@uol.com.br ou telefones (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858.
Texto publicado http://anamariabraga.globo.com/canais/Zen/seus-desejos.html

23 de mar de 2010

Dormir é fundamental


Conheça 15 motivos que fazem do sono um aliado 
para você ter uma pele de pêssego e um organismo saudável

Por Patricia Boccia (copiado do site: http://corpoacorpo.uol.com.br/ )


Não há como quantificar um sono saudável.
O que se sabe é que quando ficamos mais devagar durante o dia é indício de que descansamos pouco.
Para saber a quantas anda a qualidade da sua noite, preste atenção em como seu cotidiano se desenvolve - se consegue realizar as tarefas sem dificuldade de concentração e com agilidade de raciocínio.
Os especialistas dizem que um adulto jovem necessita de oito horas de repouso.
No entanto, isso não é uma regra.
Existem pessoas que se sentem bem com um tempo menor e outras que precisam de muito mais (até dez horas!).
Aqueles que relaxam apenas cinco ou seis horas devem ficar atentos aos sinais de irritação, sonolência, mau humor, falta de atenção e redução da capacidade de decisão.
Se essas situações acontecerem é prova de que a dose de sono está sendo insuficiente.
Já quem dorme mais de oito horas tem de observar se esse longo período na cama não atrapalha o sossego da próxima noite, ou seja, se não faz você ir deitar muito tarde, o que desequilibra o organismo.

Agora, saiba o que uma noite bem dormida pode fazer por sua beleza e saúde.

1- Jovem por mais tempo
Quando adormecemos, o cérebro envia um comando para que a glândula hipófise produza vários hormônios.
Um dos mais importantes é o GH, do crescimento.
"Na infância ele age no desenvolvimento, mas na fase adulta a sua principal função é a renovação celular dos órgãos, inclusive a da pele, o que desencadeia um rejuvenescimento natural", explica a neuropediatra Márcia Pradella Hallinan (SP).

2- Pele limpa e livre de acne
Uma noite tranquila equilibra a produção de cortisol - hormônio que faz as glândulas sebáceas trabalharem em níveis normais.
"Se essa substância se mantém controlada, a derme gera menos oleosidade e, consequentemente, há menos risco de surgirem cravos e espinhas", diz a dermatologista Lígia Kogos (SP).

3- Diabetes passando longe
Não dormir direito inibe a produção de insulina - hormônio que equilibra os níveis de glicose no sangue - e eleva a quantidade de cortisol, que descompensa a glicemia.
O efeito é mais açúcar e mais chances de desenvolver a doença.
Pesquisa feita pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, demonstrou que quem dormiu apenas quatro horas por noite numa semana teve níveis glicêmicos parecidos aos dos diabéticos.

4-Estrutura muscular tonificada
Durante o período de descanso a produção acelerada do hormônio do crescimento regenera possíveis microlesões das fibras musculares, que podem ser ocasionadas por exercícios físicos. Além disso, tonifica os músculos, melhorando sua definição e potencializando os resultados da malhação.

5- Apetite sob controle

A leptina, hormônio que controla a saciedade, é fabricada no repouso.
Pessoas que não descansan direito a produzem em menor quantidade.
Resultado: uma fome desenfreada de dia.
"Dá para compensar a comilança se dormir bem depois, já que o hormônio do crescimento, que aumenta com o sono, queima gordura", esclarece a endocrinologista Regeane Trabulsi (SP).

6- Trabalhos mais bem realizados
Exames médicos de mapeamento cerebral mostram que um jovem que não dorme bem rende menos na execução de tarefas.
Tudo por causa da queda no consumo de energia das regiões frontais do intelecto - área que responde por planejar e realizar atividades.

7- Coordenação motora superafinada
Repousar pouco interfere na velocidade dos reflexos.
Já imaginou fazer aquela aula de step com os movimentos desordenados?
"O corpo trabalha como se estivesse em câmera lenta", revela Luciano Ribeiro Pinto, neurologista do Instituto do Sono da Universidade de São Paulo.

8- Criatividade para dar e vender
Recente pesquisa publicada na revista científica americana Nature analisou 66 voluntários entre 20 e 30 anos.
Todos foram submetidos a um teste matemático de soma e subtração com regras que eles desconheciam.
Metade dos pesquisados fez o exame de manhã, depois de dormir oito horas, e o restante concluiu somente no final da tarde.
O resultado foi surpreendente: 80% dos que se apresentaram descansados conseguiram êxito, mostrando excelentes soluções e visível rapidez.

9- Memória a toda prova
O sono é fundamental para uma boa memória e para o aprendizado de um modo geral.
Ao longo do dia recebemos centenas de referências e armazenamos tudo em um compartimento do cérebro chamado hipocampo.
"Os dados ficam guardados provisoriamente", afirma Flávio Alóe, neurologista do Centro de Sono do Hospital das Clínicas (SP).
Quando dormimos, todo o "material" que fez parte de novos aprendizados é transferido para uma outra região - o lobo frontal. Lá é arquivado para ser lembrado somente quando for necessário.
Com as pessoas que descansam pouco as informações não são fixadas na memória e, por mais que elas recebam novas mensagens, não conseguem guardá-las.

10 - Bem estar em dia e garantido
Quando dormimos desaceleramos a utilização de diversos neurotransmissores do sistema nervoso, como a serotonina e a dopamina.
Essas substâncias são responsáveis pelo equilíbrio emocional, que gera satisfação física e mental - e necessitam desse tempo de "recarregamento".
Por isso que quem não repousa muito já levanta da cama irritado e mal-humorado, com o pé esquerdo.

11- Estado de atenção em alerta
Um estudo realizado pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, analisou pessoas que estavam sem dormir por mais de 19 horas.
Todas se submeteram a exames de atenção e constatou-se que cometiam os mesmos erros que aquelas com até 0,8 g de álcool no sangue - quantidade equivalente a três doses de uísque!
Ou seja, ficou comprovado que o cansaço diminuiu totalmente o poder de concentração.

12- Rosto com saúde
O excesso de hormônio cortisol, desencadeado pela falta de descanso, torna-se um perigo para os vasos sanguíneos, pois para se proteger do fluxo dessa substância eles acabam se contraindo e elevando a pressão arterial.
Esse mecanismo chamado vasoconstrição se reflete na face, que fica aparentemente abatida, deixando evidente que você passou a noite em claro.
Além disso, é durante o sono que o corpo aproveita para fazer uma higiene interna e se livrar de toxinas (impurezas que são absorvidas no decorrer do dia juntamente com a poluição e a alimentação).

13- Ossos muito fortes
Cerca de 80% do hormônio do crescimento é originado quando dormimos profundamente.
Nos adultos, esse montante beneficia diretamente os ossos.
É que a fabricação de osteoblastos (as principais células que formam a estrutura óssea) se intensifica.

14- Estresse bem a distância
A alteração hormonal do cortisol, provocada pela falta adequada de repouso, dá a sensação de estar vivendo sob alta tensão.
O problema é que o prejuízo vem a longo prazo: predisposição a doenças e maior desgaste emocional.
Em compensação, o sono dos justos serve para reduzir as doses excessivas desse hormônio e combater a ansiedade e o estresse.

15- Resistência contra gripe e cia.
Quando adormecemos, o corpo produz uma intensa quantidade de anticorpos que protegem contra infecções e enfermidades.
Se você fecha os olhos por um curto período de tempo ou acorda várias vezes, interrompendo o ciclo normal do repouso, acaba impedindo a atuação dos glóbulos brancos responsáveis pela imunidade.
Em estudos feitos com grupos de pessoas portadoras do vírus do herpes, foi constatado que a noite maldormida detona o problema, pois a lesão teima em aparecer quando a imunidade baixa a guarda.

Por fim:

Só vá para a cama quando sentir sono - isso evita a ansiedade provocada por não conseguir dormir

Dispense alimentos pesados no jantar: o estômago cheio dificulta o relaxamento e um repouso tranquilo


PS: com acupuntura se consegue bom resultados no tratamento da insônia... e com o RESCUE SLEEP - Florais de Bach Originais também!!

22 de mar de 2010

Do-in - Auto-massagem, auto-conhecimento e auto-estima!!!

17 exercícios de automassagem que trazem equilíbrio e autoconhecimento
Para tomar conta de si, é importante ter uma rotina diária que inclua momentos de paz (interiorização ou meditação), exercícios, boa alimentação, higiene, dose certa de repouso sempre que necessário, roupas adequadas ao lugar e ao momento, seu lar, ter prazer, ter um (ou vários) desafio pessoal, intimidade e amigos.
Isso tudo com uma boa dose de amor lhe trará um estado de harmonia interior, saúde emocional e grandes recompensas.
É claro que as suas necessidades pessoais variarão com o decorrer das semanas e dos anos.
Seja flexível.
O que está correto num certo período pode não o ser em outro.
Tome as rédeas de seu caminho e desfrute da dádiva da vida!
Para auxiliá-lo nessa busca, o do-in (automassagem) lhe traz a manutenção do equilíbrio energético e emocional e o autoconhecimento que fará com que, cada vez mais, você se conheça!
Pratique diariamente e sinta a diferença de disposição!


Curso de três horas  para grupo : Inscrição através de e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br


Apostila de Do-in (Auto-massagem) em PDF enviada por e-mail
Por depósito antecipado de R$20,00!!


Muito fácil de ser entendido e aplicado, o hábito diário de aplicação do Do-in baseia-se na simples pressão com os dedos em um determinado ponto da rede de canais que transporta a energia pelo corpo.
A prática do Do-in não apresenta qualquer contra-indicação.



Acupuntura e Ortomolecular via derme (OLIGOTERAPIA) para Alergias Respiratórias


Outono, inverno e primavera são as estações de alergias.

As alergias são causadas devido ao pólen das flores, gramíneas e ervas daninhas.

Os sintomas mais comuns das alergias são coceira nos olhos, espirros, coriza, dores de cabeça e fadiga.

O que são alergias?

A origem das a alergias mais comumente citada é o desequilíbrio no sistema imunológico.
Elas também são um sinal exagerado da reação do sistema imunológico a determinados alérgenos.
Normalmente, as alergias sazonais são desencadeadas devido ao vento que carrega os alérgenos.
Na Medicina Tradicional Chinesa, as alergias estão relacionadas com o vento.

Dessa forma os sintomas irão embora tão rapidamente como vieram.

Segundo a Medicina Tradicional, as pessoas que não têm resistência a gripes e outras infecções respiratórias são mais suscetíveis a alergias.

Se uma pessoa tem alergia crônica, é devido a problemas com o baço, rins ou pulmões.
Acupuntura para alergias vai ajudar na restauração do sistema imunológico e também, não terá quaisquer efeitos secundários.

Os pontos, que são estimulados são pontos do intestino grosso, vesícula biliar, pulmão e fígado.
Havendo bloqueio energético, as agulhas são inseridas em determinados pontos para desobstruir o fluxo de energia. Isso resulta na restauração do equilíbrio harmonioso e no livre fluxo da energia por todo o corpo.

Os resultados deste tratamento variam de um paciente para outro.

Alguns pacientes notam diferença na sua condição dentro de alguns dias de tratamento, enquanto alguns vêem a diferença após uma série de tratamentos.

A acupuntura é administrada uma vez por semana, durante 30 minutos por seis semanas.


Por Bhakti Satalkar



copiado do site: http://www.buzzle.com/articles/acupuncture-for-allergies.html


tradução de Mirhyam Conde Canto




A Analise da disfunção Alérgica em seu contexto metabólico, entende que trata-se de uma manifestação que ocorre mais frequentemente em crianças e jovens, onde geralmente temos um individuo magro, agitado, nervoso e colérico; com excesso de reação ante aos estímulos, com resposta rápida, brutal e excessiva, como os sinais característicos da alergia ou do comportamento de hiperatividade. 

Os fenômenos sintomáticos são agudos, mas raramente graves, pois esse indivíduo reage violentamente contra todas as agressões: infecciosas, tóxicas e mesmo psicológicas. 

Há um excesso de reações tanto comportamentais como sintomáticas.

Nessas características, observa-se a carência do oligoelemento MANGANÊS !!!!

Para corrigir os desequilíbrios destas pessoas, esse mineral deve ser reposto através da Oligoterapia via derme.

18 de mar de 2010

Outono...seja bem vindo!!!

O outono é a fase de tranqüilizar, é o momento da maturação de todos os processos iniciados na Primavera, aqui ocorrem as colheitas.
Os dias de outono inspiram a disciplina, o discernimento para que façamos a seleção do que fica e do que sai de nossas vidas, mesmo se o que tiver de sair fizer parte das coisas a que somos apegados.
É a estação mais doída, em que devemos limpar nosso terreno, eliminando tudo o que for nocivo ao nosso redor, como se limpássemos um jardim de ervas daninhas.
É hora de colher os frutos, e o que não foi desenvolvido entra em processo de eliminação. Assim se dá o processo de reciclagem dos seres vivos.
Este movimento de voltarmos a nós mesmos caracteriza-se pela reflexão (o reflexo da ação).

Para tanto devemos:

-Acalmar nossas atitudes,
-Estarmos atentos ao movimento do externo para o interno
-Buscar maior disciplina no cumprimento de nossas obrigações
-Buscar ser justo
-Evitar gelados
-Fazer exercícios respiratórios pela manhã
-Dormir mais cedo

É o início das estações com predominância YIN, onde a ação externa passa para segundo plano, e as situações vão progredindo de acordo com a necessidade mais interior de conquistas mais essenciais.
É também a estação da seca e dos ventos.

Essa estação se relaciona em nosso corpo com o Pulmão e o nariz, assim como o Intestino grosso e a pele.
O Pulmão é o órgão que comanda a interação do externo com o interno, nos alimentando através da respiração com a energia pura do ar e eliminando os gases nocivos ao organismo. Por essa razão são comuns as as tosses, os problemas de garganta e esôfago, asma, bronquite, gripe, coriza, nariz entupido, etc.

O Intestino Grosso atua nesse processo descartando os sólidos, deixando-nos assim livres de todo conteúdo que não necessitamos para o nosso desenvolvimento. Em relação a esse órgão, podemos observar mais ocorrências de diarréia ou prisão de ventre.
A pele tende a ressecar.

Quando não eliminamos o que não nos serve mais, do ponto de vista físico ou emocional, mantemos, internamente, elementos que não tem energia para serem utilizados produtivamente, o que nos torna pesados, com a consciência obscurecida e com tendência a uma fragilidade emocional coml “tristeza”, que poderá ser detectada por olheiras, distúrbios do sono, secura dos lábios e falta de vitalidade, levando a um estado inicial de depressão que se reflete em choro freqüente.

A emoção natural da estação é a melancolia e a angústia (que é a ausência do encontro com os nossos valores e sensações profundas) ou a tristeza (que é a hiper sensibilidade que nos impede de enxergar na situação as leis de causa e efeito) se manifestam quando algo está em desequilíbrio.

Então, o Sol entra como um forte aliado, pois além de ser fonte de calor, ainda promove alegria.

No outono tendemos a comer mais do que no verão, e nosso corpo deve ser mantido com alimentos mais nutritivos, quentes e úmidos,como sopas e caldos que fluidificam mucos e facilitam a expectoração.

Ingerir líquidos é essencial para combater a secura da estação além de facilitar a diluição do muco que o sistema respiratório poderá estar formando.

O que comer no Outono?
- Alimentos que são rapidamente transformados em energia para o corpo. Tais como:

- Frutas:- todas, mas principalmente as cítricas
-Proteínas animais:- carnes magras, peixes magros, carne branca de aves, frutos do mar.
-Cereais e leguminosas:- arroz (branco ou integral), milho, massa (de farinha branca ou integral), feijões (todos), lentilha, ervilha. (As sementes (amêndoas, nozes, castanhas) podem ser consumidas nos intervalos das refeições pois são altamente nutritivas)
-Raízes:-aipim, inhame, batatas (todos os tipos), cenoura e beterraba cozidas.
-Hortaliças:- cozidas ao vapor ou passadas por uma chapa quente param quebrar a energia fria dos vegetais crus, pimentões coloridos
-Temperos:- gengibre, alho, alho-poró, cebola, cebolinha, missô, shoyo, azeite de oliva e os condimentos de natureza morna e quente.
-Chás:-eucalipto, capim-limão, hortelã, casca de abacaxi, gengibre, com cravo ou canela.
(É a época em que se deve tomar muito chá.)

-Evitar: água e líquidos gelados, sorvetes, carne de porco, leite (fator de retenção de líquidos e muco no organismo) e seus derivados.

15 de mar de 2010

Falando da energia e como harmonizá-la


Se para os ocidentais “no início era o Verbo”, para os orientais “no início era o Tao”.
Simbólica, a cultura oriental, afirma que o Tao não pode ser definido e que o cosmos é uma manifestação do indefinível.
Segundo o taoísmo, antes do Universo existia o Nada e nele havia o Tao.
Esse vazio foi “fecundado” pelo desejo de criação, expresso por duas forças complementares, as polaridades Yin e Yang, que, com dois sexos unidos, geraram a vida.
Mesmo romântica essa alegoria resume a explicação da filosofia Taoísta para a criação do mundo.
O entrelaçamento e o movimento contínuo e harmonico dessas duas forças contrárias (Yin e Yang) geram o Ki (Chi), a energia primordial, a respiração cósmica.

Assim, os antigos sábios ancestrais nos ensinaram que:

“Cada um de nós existe imerso no Ki e o Ki está dentro de nós”

Esse sopro cósmico ou a respiração do Dragão é a energia ativa que respiramos o tempo todo, que envolve todo o Universo e dá vida a tudo.
É a energia que nos conecta com o princípio de tudo.
É a energia que se bem assimilada pelo homem, pode lhe garantir vida longa com boa saúde e disposição.

As Polaridades Yin e Yang

Os orientais acreditam que todas as coisas do Universo são alimentadas, estimuladas e condicionadas por estas duas energias opostas, porém complementares: o yin e o yang, dizem que eles são os pais do Universo e o Ki, o amor que os une.
A representação simbólica do Tao é um círculo dividido por uma linha sinuosa que delimita duas partes, uma preta e uma branca.
Yin, a força feminina, é associada à noite, lua, escuro, fraco, frio...
Yang, a energia masculina, está ligada ao dia, Sol, claro, forte, quente...
Essas forças em constante movimento sempre dependem uma da outra, estando permanentemente ligadas.
Produzindo mudanças mesmo quando interagem.
Observe que dentro do Yin existe a semente do Yang e dentro do Yang existe a semente do Yin, nos mostrando que nada permanece isolado no Universo.
Dizem os sábios do oriente que quando esta energia estiver fluindo livre pelo corpo, temos todas as condições de boa saúde; agora, se por algum motivo ela diminuir ou aumentar seu ritmo, acumular em determinada parte do corpo mais exigida e conseqüentemente faltar em outra, estarão criadas as condições para a dor, o desconforto, o desequilíbrio, os sintomas patológicos e o adoecimento do organismo.
É neste sentido que as técnicas de Shiatsu, Acupuntura, Reiki, Do-in, Therapeutic taping,  Shantala trabalham, buscando re-harmonizar essas energias que quando desequilibradas trazem diversos sintomas ao ser humano.

A harmonização do fluxo energético em nosso corpo nos dá qualidade de vida!!!
Essa situação, que deveria ser o nosso estado natural, pode ser “re-conquistada” através de respiração, meditações, conhecimento de si mesmo e equilíbrio emocional, etc...
Existem também diversas terapias complementares (ditas alternativas) que podem auxiliar o ser humano nesse re-equilíbrio energético. Basta saber qual delas melhor se adapta ao caso.

Como portadores desse fluxo energético, sabemos pelos estudos que, onde existe dor, a energia não está harmonizada... 
Cabe a nós procurarmos reverter essa situação para voltarmos ao equilíbrio!!!

12 de mar de 2010

Importancia da massagem no bebê

Pais que fizeram massagem durante 1 mês nos seus filhos bebês diariamente por 15 minutos antes de colocá-los na cama, comparados com outro grupo que não tinha esta prática, mostraram melhor interação no comportamento dos seus filhos do que os pais que não mantinham esta prática.

Fonte: Cullen, C., Field, T., Escalona, A., & Hartshorn, K. (In Review). Father-infants interactions are enhanced by massage therapy. Early Child Development and Care.



copiado de http://www.mm-massagem.com/estudossobremassagem.html

9 de mar de 2010

Perda de peso natural - Como o sódio pode Sabotar Qualquer Dieta

Muitas pessoas saudáveis lêem os rótulos dos alimentos para verificar a quantidade de calorias, gorduras e carboidratos, mas ignoram a informação que pode ser a maior ameaça à perda de peso de forma natural.
Essa informação tão negligenciada é o número referente ao teor de sódio contido naquele alimento.
O que há de errado com o consumo excessivo de sódio?

Um estudo de janeiro de 2010 publicado no New England Journal of Medicine descobriu que se a pessoa reduzir o consumo diário de sódio, em cerca de três gramas, de 44.000 a 92.000 mortes poderiam ser evitadas a cada ano!!! E até US$ 24 bilhões poderiam ser poupados nos custos dos cuidados de saúde.

O vilão (oculto para muitos) pode ser o excesso de peso causado por alimentos que estão sobrecarregados com o sódio vendidos nos supermercados e restaurantes .

Não deixe o sódio sabotar a sua saúde  e o seu plano de perda de peso !!

Quando o sódio não pode ser eliminado pelos rins, provoca a retenção de líquidos e inchaço.
Muitos americanos carregam um peso extra (entre 20-30 quilos!!!!) EM ÁGUA!!!!!
Simplesmente porque estão consumindo muito sódio.
Ao prestar mais atenção ao consumo de sódio e começar a beber líquidos mais saudáveis, este excesso de peso causado pela retenção de água geralmente é eliminado de forma drástica e rápida.
É quando os esforços naturais para a perda de peso se tornam visíveis e o desejo de continuar é incentivado.

Como saber se o consumo de sódio é demasiado?

 Um adulto normal não deve ingerir mais do que 2.300 mg diárias de sódio, o que equivale a mais ou menos uma colher de chá de sal.
Mas, se você tiver mais que 50 anos (a sensibilidade ao sal aumenta com a idade), for de raça negra ou já for hipertenso, o seu limite deve ser de 1.500 mg.

Sendo assim, selecione os alimentos com valores baixos para não ultrapassar a cota diária de sódio.

traduzido por Mirhyam Conde Canto

O problema é que o sal está presente em quase tudo que comemos e 80% do sódio ingerido vêm dos alimentos processados e não do saleiro.
O queijo, os embutidos, o pão, os legumes em lata, as sopas desidratadas, os alimentos prontos e congelados, tudo tem muito sódio.
Um estudo publicado recentemente mostra que mesmo uma pequena diminuição do sal na dieta pode reduzir o risco de doença cardíaca, derrame e infarto tanto quanto evitar o fumo, controlar o peso ou o nível de colesterol.

Como estratégia para reduzir o sal na sua dieta primeiro retire o saleiro da mesa.
Depois, dê preferência aos alimentos frescos e naturais.
Ao prepará-los, use metade da quantidade de sal indicado na receita, procurando substituí-lo por outros condimentos.
Evite os alimentos curados como bacon e presunto.
Os legumes enlatados, como ervilhas e milho, vem literalmente nadando em água salgada, é só verificar a quantidade de sódio no rótulo.
Se você desprezar o líquido e lavar várias vezes o conteúdo, poderá reduzir o sódio em até 35%.
Confira a quantidade de sódio nas embalagens dos alimentos prontos que for comprar, pois podem variar dependendo da marca.
Escolha sempre aquela com a menor quantidade.
Já existem alimentos produzidos com níveis reduzidos de sal, opte sempre que possível por estes.
Com o passar do tempo, as comidas de baixo teor de sódio serão tão apetitosas para você quanto aquelas mais salgadas.

Comece agora a reduzir o sal e logo você começará a apreciar o verdadeiro sabor dos alimentos!



8 de mar de 2010

Feng Shui Interior

A bagunça é inimiga da prosperidade.
Ninguém está livre da desorganização.
A bagunça forma-se sem que se perceba e nem sempre é visível.
A sala parece em ordem, a cozinha também, mas basta abrir os armários para ver que estão cheios de inutilidades.


De acordo com o Feng Shui Interior - uma corrente do Feng Shui que mistura aspectos psicológicos dos moradores com conceitos da tradicional técnica chinesa de harmonização de ambientes - bagunça provoca cansaço e imobilidade, faz as pessoas viverem no passado, engorda, confunde, deprime, tira o foco de coisas importantes, atrasa a vida e atrapalha relacionamentos.



Para evitar tudo isso fique atento às  SETE REGRAS PARA DOMAR A BAGUNÇA: 
1. Jogue fora o jornal de anteontem.

2. Somente coloque uma coisa nova em casa quando se livrar de uma velha.

3. Tenha latas de lixo espalhadas nos ambientes, use-as e limpe-as diariamente.


4. Guarde coisas semelhantes juntas; arrume roupas no armário de acordo com a cor e fique só com as que utiliza mesmo.

5. Toda sexta-feira é dia de jogar papel fora.

6. Todo dia 30, por exemplo, faça limpeza geral e use caixas de papelão marcadas: lixo, consertos, reciclagem, em dúvida, presentes, doação. Após enchê-las, jogue tudo fora.

7. Organize devagar, comece por gavetas e armários e depois escolha um cômodo, faça tudo no seu ritmo e observe as mudanças acontecendo na sua vida.


Atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias:


1. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo 
A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.
Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são itens imprescindíveis e não devem ser colocados em segundo plano. 
 
2. Pensamentos obsessivos 

Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico.  
Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. 
Quem não tem domínio sobre seus pensamentos (mal comum ao homem ocidental), torna-se escravo da mente, o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas. 
Assim acabamos gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. 
Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles.  
Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias.

3. Sentimentos tóxicos 

Medo e culpa gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. 
Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. 
Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. 
Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos.   
Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.
 
4. Fuga do presente 

O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: 'bons tempos aqueles!', costumam dizer. 
Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto àqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. 
Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente... 
E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.  
As energias são colocadas onde a atenção é focada.

5. Falta de perdão

Quem não sabe perdoar os outros e a si mesmo, fica 'energeticamente obeso', carregando fardos passados.  
Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. 
Libertar o que aconteceu e olhar para frente. 
Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. 
Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade.

6. Mentira pessoal 

Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta.
Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual.  
Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro 

Quem cuida da vida do outro,sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. 
O único prêmio, nesse caso, é a frustração. 
 Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. 
Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega.

8. Bagunça e projetos inacabados 

A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional.  
Não terminar as tarefas é outro 'escape' de energia. 
Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe 'diz' inconscientemente: 'você não me terminou! Você não me terminou!' 
Isso gasta uma energia remenda. 
Ou você o termina ou livre-se dele e assume que não vai conclui-lo.  
O importante é tomar uma atitude. 
Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. 
À medida que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. 
Pode não resolver o problema, mas dá alívio.  
O desenvolvimento do autoconhecimento, da disciplina e da terminação fará com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza

A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia.  
A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas.

Vamos tentar melhorar nossa energia pessoal!!!!


Atitudes erradas jogam nossa energia pessoal no lixo. *

Posicionar os móveis de maneira correta, usar espelhos para proteger a entrada da casa, colocar sinos de vento para elevar a energia ou ter fontes d'água para acalmar o ambiente, são medidas que se tornarão ineficientes se quem vive neste espaço não cuidar da própria energia. 
Portanto, os efeitos positivos da aplicação do Feng Shui nos ambientes estão diretamente relacionados à contenção da perda de energia das pessoas que moram ou trabalham no local.
O ambiente faz a pessoa, e vice-versa.

A perda de energia pessoal pode ser manifestada de várias formas, tais como: 


-  falha de memória (o famoso 'branco');
- cansaço físico, o sono deixa
de ser reparador;
- ocorrência de doenças degenerativas e psicossomáticas;
- prosperidade e a satisfação diminuem;
- os talentos não se manifestam mais por falta de energia;
- o magnetismo pessoal desaparece;
- o medo constante de que o outro o prejudique, aumenta a competição, o individualismo e a agressividade, e produz a fragilidade (falta de proteção) contra as energias negativas e dessa forma aumenta do risco de sofrer com o vampirismoo energético.

Recebido por e-mail - abençoo o autor de tão sábias palavras!!!